Publicado em: 26/01/2017 10h03 - Atualizado em 27/01/2017 20h12

300

Marcelo Veras
Confesso que fiquei em dúvida sobre o que escrever neste artigo de número 300, sendo nas últimas 36 semanas aqui na Tribuna. Parece clichê, e de fato é, mas parece que foi ontem. Juro que nem vi o tempo passar. Escrever semanalmente sobre gestão de carreira e desenvolvimento de competências se incorporou à minha rotina. Já escrevi doente na cama, de férias na praia, dentro do carro num estacionamento, no avião e no meio do mato. Nem sei onde arrumei tanto assunto. Mas hoje o sentimento é um só - gratidão.
Debater sobre o tema "carreira" não é simples. A quantidade de variáveis envolvidas no sucesso profissional é muito grande. Tomo o cuidado de não cair na leviandade de mostrar uma facilidade que não existe. Que ninguém pense que é simples. Por outro lado, também busco sempre mostrar a minha visão convicta de que as coisas estão mais na nossa mão do que às vezes pensamos. Adoraria ver todo mundo acreditando nisso.
Foi inevitável, ao olhar para o número 300, lembrar da história do filme "Os 300 de Esparta", que travaram uma batalha há quase 2,5 mil anos, onde 300 guerreiros espartanos comandados pelo Rei Leónidas lutaram até a morte para frear o avanço do exército persa. Os caras enfrentaram um exército mil vezes maior e, por sete dias, conseguiram segurar o seu avanço com muita estratégia, força e, principalmente, determinação. O filme é fantástico e emocionante. Embora muito violento e com cenas fortes, é uma aula de persistência. Ao me lembrar do filme, me vi por várias vezes, ao longo desses 6 anos, sofrendo com o conflito de agenda, a falta de tempo para escrever, às vezes uma falta de uma boa ideia de tema, dentre outras coisas.
Confesso que algumas vezes pensei em parar. Lembro-me de certa semana na qual escrevi três textos e joguei os três no lixo. Naquele dia pensei: "Chega, vou parar! Não consigo mais ter algo relevante para compartilhar". E a coisa foi indo. Na mesma velocidade que a vontade de parar chegava, ela também ia embora. E aqui estou, como soldado do exército de Leónidas, lutando contra tudo o que poderia me servir de desculpa para desistir e parar de compartilhar o que sei. Até o momento, os "persas" ainda não me mataram e pretendo seguir em frente tentando ajudar quem eu puder a ter uma carreira boa e uma vida melhor.
Mais uma vez, em "voz alta", muito obrigado por todas as contribuições, sugestões e críticas. E prometo que, enquanto eu tiver saúde e algum conhecimento relevante para compartilhar, estarei aqui. Um abraço e até o próximo!
*Marcelo Veras é presidente da Inova Business School e especialista em Gestão de Carreiras

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • RESIDENT EVIL 6: CAPÍTULO FINAL
  • QUATRO VIDAS DE UM CACHORRO
  • A BAILARINA
  • BELEZA OCULTA
  • LA LA LAND - CANTANDO ESTAÇÕES
  • TRIPLO X - REATIVADO
  • OS PENETRAS 2: QUEM DÁ MAIS?
  • OS SALTIMBANCOS TRAPALHÕES - RUMO A HOLLYWOOD
  • ASSASSINS CREED
  • EU FICO LOKO
  • MOANA - UM MAR DE AVENTURAS
  • MINHA MÃE É UMA PEÇA 2
  • SING: QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA
  • CAPITÃO FANTÁSTICO