Publicado em: 27/03/2017 15h38 - Atualizado em 29/03/2017 12h10

O melhor é o amor que tens em teu coração

Não estás deprimido, estás distraído da vida que lhe habita. Tens coração, cérebro, alma e espírito então como podes sentir-se pobre e desprezado.
Estás distraído, por isso acreditas que perdeste algo, o que é impossível, porque tudo te foi dado. Não fizeste um só cabelo de tua cabeça, portanto não podes ser dono de nada.
Além disso, a vida não te tira coisas, a vida te liberta de coisas; ela te alivia para que voe mais alto e alcances a plenitude. Do útero ao túmulo, vivemos numa escola, por isso, o que chamas de problemas são lições.
E a vida é dinâmica, por isso está em constante movimento, e nós devemos estar atentos ao presente; por isso, Jesus dizia: o amanhã não interessa, ele trará novas experiências, e a cada dia lhe basta com sua própria vontade.
Não perdeste nada, aquele que morre simplesmente está adiantado em relação a nós, porque para lá vamos todos. Além disso, o melhor é o amor que segue em teu coração. Quem poderia dizer que Jesus está morto? Não existe a morte: existem mudanças.
Desde o nascimento a colheitas, revoluções a concertos, campeonatos de futebol até viagens interplanetárias, não estás deprimido por algo que passou, senão distraído de tudo, que é agora mesmo.
Fazemos parte da maior empresa, a humanidade, que constrói, cura, semeia, lava, canta e dança. E Deus espera apenas que o homem volte a ser criança para acolhe-lo em seu seio.
Trechos do texto de Facundo Cabral, por Silvio Matos

Veja Também:

Mais lidas
Filmes em cartaz
  • POWER RANGERS
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA
  • KONG: A ILHA DA CAVEIRA
  • LOGAN
  • MINHA MÃE É UMA PEÇA 2
  • BUGIGANGUE NO ESPAÇO
  • UM LIMITE ENTRE NÓS