Publicado em: 20/03/2017 15h24 - Atualizado em 20/03/2017 19h54

Sintomas da recuperação

Alguns números do mercado mostram que 2017 pode ser o ano da recuperação econômica do Brasil. Depois de três anos desde que começou, ainda tímida, lá em 2013, a crise financeira, ela começa a perder a força e já deixa os brasileiros respirarem. Ainda que só um pouquinho sem "a ajuda de aparelhos".
Dois indicadores fortes de que a crise pode estar chegando ao fim já apareceram. São o nível de emprego e a expectativa de vendas para a primeira data comemorativa do ano, a Páscoa. Há dois anos que as datas registravam queda nas vendas - e, consequentemente, a produção foi caindo. E, para este ano, o setor espera, pelo menos, um resultado estável. Mesmo que não cresça, a data não vai ter perdas como teve nas últimas comemorações. Para um setor tão específico como o do chocolate, é uma ótima notícia.
Outro indicador que mostra esse respiro é o do mercado de trabalho. Ele, normalmente, é o último a se recuperar. Ainda mais nessa, que talvez seja a mais grave que o País já viveu. No entanto, pelo menos em Indaiatuba e no Estado de São Paulo, os resultados mostram uma leve retomada nas contratações. Com percentuais bem baixos, ainda não se pode comemorar, mas com certeza o fato desses índices serem positivos já é um grande começo.
Com mais gente trabalhando, o capital volta a girar e colabora para que os outros setores consigam sair do buraco onde foram parar.
Muitos especialistas se baseiam nesses números para comprovar o que já estimavam: que 2017 será o ano da recuperação. Ainda é cedo para saber se isso se confirmará, mas pelo menos o ano começou bem melhor nesse sentido. E que as próximas datas possam ser ainda mais comemoradas.

Veja Também:

Mais lidas
Filmes em cartaz
  • A BELA E A FERA
  • KONG: A ILHA DA CAVEIRA
  • LOGAN
  • FOME DE PODER
  • LEGO BATMAN: O FILME
  • JACKIE