Publicado em: 31/03/2017 12h15 - Atualizado em 31/03/2017 19h56

Mudando de ideia

Essa semana foi atípica em Indaiatuba. Talvez pela primeira vez a cidade se mostrou engajada politicamente e, com uma campanha nas redes sociais, pediu um posicionamento do prefeito sobre o reajuste aprovado para o subsídio da classe política do município.
O barulho do povo deu certo e os parlamentares se disseram arrependidos da aprovação, fazendo um apelo para que o chefe do Executivo, então, vetasse o projeto de lei que autorizava uma reposição de 5,35% no subsídio deles próprios, também do prefeito, vice e secretários.
Antes disso, essa lei já havia até mesmo sido publicada, ainda que, segundo a Administração, por engano, o que fez com que uma errata fosse publicada na Imprensa Oficial, onde também se publicou o veto, extinguindo o reajuste deste ano.
O protesto feito pela população foi fundamental nessa decisão, nessa "mudança de ideia", como eles mesmos disseram. O fato é que uma mudança dessa não deveria nem mesmo ter sido enviada à votação na Câmara; não em um momento onde o Poder Público reitera dia após dia de que o momento é de apertar os cintos por conta da queda de arrecadação. Se não tem dinheiro para investir e nem para atender à reivindicação salarial dos servidores, por que utilizar os cofres públicos em benefício próprio?
Essa situação apenas mostra que o brasileiro está mudando. A população acompanha mais as decisões políticas e consegue mostrar o que acha melhor ou não para a cidade. Ainda está muito longe de ser um povo politizado e com força para reais mudanças, mas é com um passo de cada vez que a população vai conseguir mostrar a real importância da democracia. Em Indaiatuba, o pleito é para que esse tenha sido apenas o primeiro passo.

Veja Também: