Publicado em: 06/04/2017 14h29 - Atualizado em 07/04/2017 17h31

Sucesso literário, A Cabana chega às telas

Sam Worthington e Octavia Spencer protagonizam adaptação do best-seller publicado em 2007

Fábio Alexandre
Lançado em 2007 nos Estados Unidos, A Cabana, de William P. Young, tornou-se rapidamente um fenômeno literário. No Brasil, foi lançado no ano seguinte e manteve a escrita, ajudando o livro a passar dos 22 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Agora, é a vez de Hollywood levar este sucesso para as telonas, em uma tentativa de recriar a viagem de elevação espiritual de um pai que sofre com a perda da filha, no filme que estreia no Topázio Cinemas.
Ao que tudo indica, Mackenzie Phillips (Sam Worthington, de Avatar) parece ter uma vida boa: três filhos maravilhosos, uma bela esposa e um lar adorável - nada aparenta faltar. Mas, quando Mack leva as crianças para acampar durante uma curta viagem, o que começa como uma divertida escapada logo se transforma no mais horroroso pesadelo de um pai - sua filha mais nova, Missy, é sequestrada do acampamento e seu corpo nunca é encontrado.
Conforme Mack se esforça para tentar entender uma tragédia tão enorme, ele cai em uma "grande tristeza", sua vida começa a se desintegrar e todos os fantasmas que ele achava ter enterrado há muito tempo ressurgem e o empurram para a beira do precipício. É nesse momento, quando ele atinge o fundo do poço, que Mack recebe uma mensagem misteriosa em sua caixa de correio com um convite de Deus para se encontrarem na cabana - o lugar onde o vestido ensanguentado de Missy foi encontrado.
Em uma tentativa desesperada de encontrar uma conclusão e respostas para o assassinato de sua filha, Mack volta para a floresta no Oregon e encontra um trio enigmático de estranhos liderados por uma mulher chamada Papai (Octavia Spencer, vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por Histórias Cruzadas). Por meio deste encontro, Mack descobre importantes verdades que transformarão sua compreensão de sua tragédia e mudarão sua vida para sempre.
A Jornada
Para o produtor Gil Netter, a onda de histórias pessoais sobre o impacto do livro era uma ocorrência diária durante as filmagens. "Tantas pessoas queriam participar deste projeto e todas elas tinham seus próprios motivos particulares", conta. "Podia ser um membro da equipe, um extra ou alguém do bairro onde filmamos, sempre havia quem contasse uma história sobre como A Cabana afetou essa pessoa ou alguém próximo a ela. Era incrível".
Depois de ser convencido por sua esposa, a coprodutora Lani Armstrong Netter, de que o livro precisava ganhar uma adaptação, o próximo passo foi garantir seu elenco. Octavia Spencer já era uma fã devota do livro e levava seu próprio exemplar consigo para as filmagens. "Não podia imaginar não embarcar nesta viagem. Um amigo me deu um exemplar do livro e me disse que havia aspectos de thriller criminal nele, com uma grande surpresa. Achei que fosse ler algo muito diferente da lição de vida que estava prestes a aprender", conta. "Fiquei profundamente comovida, porque ele passa uma percepção orgânica. As perguntas colocadas a Deus de alguma forma parecem a jornada de cada ser humano, inclusive a minha própria. Passei por perdas na minha vida, mas a coisa que traz você de volta é sua fé, portanto entendo a jornada do Mack de muitas maneiras".
É este exame de algumas das maiores e mais enigmáticas questões da vida que atraíram Sam Worthington. "Tive uma reação visceral ao roteiro e essa reação me compeliu a ler o livro", declara. "Me conectei emocionalmente com esta história, especialmente porque tenho uma família jovem e percebi o que aconteceria se minha família, se meu filho me fosse arrancado. Queria usar o Mack para explorar estes temas de vida e morte e questionar: Quem é o culpado por partir seu coração? Quem é o culpado por destruir sua fé? Estas são perguntas muito importantes que acho que todo mundo acaba fazendo em algum momento de suas vidas".
A Cabana busca uma história inspiradora sobre a resiliência do espírito humano em meio a uma perda inimaginável, quando um pai de luto enfrenta a mais difícil decisão de sua vida - perdoar o imperdoável. Contudo, utiliza demasiadamente de metáforas e clichês que podem causar certo desinteresse do público. No entanto, ao final, a mensagem ainda está presente e é isso o que realmente importa.
Octavia Spencer aparece repentinamente na vida de Mack, para ajudá-lo a buscar o perdão Octavia Spencer aparece repentinamente na vida de Mack, para ajudá-lo a buscar o perdão (Crédito: Divulgação)
Sam Worthington é Mack, pai que tem a vida transformada por desaparecimento da filha Sam Worthington é Mack, pai que tem a vida transformada por desaparecimento da filha (Crédito: Divulgação)

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA
  • A CABANA
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • A VIGILANTE DO AMANHÃ: GHOST IN THE SHELL
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • POWER RANGERS
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA
  • LOGAN
  • T2 TRAINSPOTTING