Publicado em: 10/04/2017 10h26 - Atualizado em 10/04/2017 19h56

Não hesites, perdoa agora

Adriana Brumer Lourencini
Bem-aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão misericórdia (Mateus, V: 7).
Se perdoardes aos homens as ofensas que vos fazem, também vosso Pai celestial vos perdoará os vossos pecados. Mas se não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai vos perdoará os vossos pecados (Mateus, VI: 14 e 15).
Não te detenhas!
Torna à presença do companheiro que te feriu e perdoa, ajudando-o a recuperar-se.
Reflete e ampara-o!
Quantas dores e quantas perturbações lhe afligiram a alma, antes que a palavra dele se erguesse para ofender-te; ou antes, que o seu braço, armado pela incompreensão, desferisse contra ti o golpe deprimente!
Guarda a calma e auxilia, sem cessar.
Mais tarde, é possível que não possas, por tua vez, suportar o horrendo assalto da ira e reclamarás, igualmente, o bálsamo da compreensão alheia.
Retorna ao teu lar ou à tua luta e espalha, de novo, a bênção do amor, com todos os corações que jazem envenenados pelo fel da crueldade, ou pela peçonha da calúnia.
Não hesites, porém!
Perdoa agora, enquanto a oportunidade de reaproximação te favorece os bons desejos porque, provavelmente, amanhã, o ensejo luminoso terá passado e não encontrarás, ao redor de ti senão a cinza do arrependimento e o choro amargo da inútil lamentação.
Mensagem do Espírito Emmanuel, extraída do livro Assim Vencerás (Ideal,1978), psicografia de Francisco C. Xavier

Veja Também:

Comentar