Publicado em: 12/04/2017 17h19 - Atualizado em 13/04/2017 20h33

Nadador busca índice para Mundial no México

Felipe Caltran já garantiu pontos para competição que acontece no país, no fim do ano

Anieli Barboni
Werner Munchow Atleta conseguiu resultado para o Inas, mas objetivo é garantir passagem para o IPC
Acostumado com as competições internacionais, o atleta Felipe Caltran mira mais dois mundiais para a sua conta. O nadador já conseguiu índice para o Mundial Inas, que será realizado de 27 de novembro a 4 de dezembro, na Cidade do México, e almeja o índice que pode lhe garantir vaga na seleção brasileira para o Mundial do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), também no México, em outubro.
Caltran, que faz parte da equipe de natação PCD da Associação Desportiva Indaiatubana (ADI), garantiu o índice para o Inas no Meeting Brasileiro de Natação Abdem, nos dias 8 e 9 de abril, no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. A competição reuniu atletas apenas com deficiência intelectual do país inteiro e foi seletiva para obtenção das marcas mínimas para a participação do mundial.
O técnico do atleta, Antônio Luiz Cândido, explica que a Inas é uma competição importante, mas o objetivo é o Mundial IPC. "O Felipe não garantiu a vaga ainda, mas garantiu índice para estar na competição. A seleção ainda não foi fechada, tem mais competições ao longo do ano para definir a seleção tanto para o Inas, quanto para o Mundial IPC. Conseguir o índice para o Inas já no início do ano é importante, mas o objetivo é alcançar o índice para o IPC, que é uma competição mais forte", comenta Cândido. "As duas competições acontecem no México, o Inas é no final de novembro e o IPC entre o final de setembro e início de outubro. Além do Felipe, o Wesley também almeja uma vaga para o Inas. E mais seis atletas buscam índice para o IPC, são os atletas que participaram das Paralimpíadas. Ano passado, para ir a Paralimpíadas tinha que atingir o índice ou aproximação do índice, neste ano o comitê apertou mais e a vaga é só para quem garantir o índice", explica.
Ao todo, sete nadadores já atingiram a marca. Caltran garantiu quatro índices B nas provas de 50, 100 e 400 metros livres e 400 metros medley. Caltran já detinha o padrão B dos 100 metros peito. Ele também detém a marca A nas provas de 200 metros livres, 200 metros medley e 100 metros costas. O paratleta Wesley Silvério aproximou-
se da marca B na prova dos 50m peito. O atleta tem até o final da segunda etapa nacional do Circuito Loterias Caixa, em agosto, para alcançar a marca exigida.
A equipe indaiatubana participou do Meeting com quatro atletas da categoria S14, em 16 provas, e foram conquistadas nove medalhas: Felipe foi: ouro nos 50, 100 e 400m livre e 400m medley; Wesley Silvério alcançou ouro nos 200m peito, prata nos 50m peito e bronze nos 100m livre; Pedro Mergulhão (atleta da base) foi bronze nos 50m peito; e Alícia Nicol (atleta da base) conquistou prata nos 400m livre.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VELOZES E FURIOSOS 8
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA
  • A CABANA
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • A VIGILANTE DO AMANHÃ: GHOST IN THE SHELL
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA
  • T2 TRAINSPOTTING