Publicado em: 13/04/2017 18h44 - Atualizado em 13/04/2017 20h32

Casal é preso pela Guarda Civil após furtar residência na Vila Brigadeiro Faria Lima

Adriana Brumer Lourencini
No começo da madrugada desta quarta-feira, um casal, morador do Jardim Morada do Sol, foi preso pela Guarda Civil (GCM) logo depois de furtar a residência de um professor, na Vila Brigadeiro Faria Lima. Junto à dupla, a guarnição localizou boa parte dos produtos furtados.
Era madrugada do dia 12 de abril quando a GCM realizava o patrulhamento de rotina pela Rua Serafim Gilberto Candello, quando surgiu uma motocicleta Biz, de placas FMS 4030, que vinha em alta velocidade. Após breve perseguição, os policiais conseguiram deter o ocupante da moto, que era pilotada por um indivíduo de 19 anos, desempregado.
Questionado sobre a documentação do veículo, o sujeito afirmou não possuir, e emendou dizendo que a moto pertencia a uma mulher, de 18 anos, que mais tarde seria identificada como sua comparsa. De posse do endereço da suposta proprietária da moto, a GCM, com apoio de outra viatura, se dirigiu ao local.
Diante da guarnição, a tal mulher refutou a informação prestada pelo motociclista, afirmando que o veículo não lhe pertence, e que não reconhecia a pessoa que fez a denúncia. Novamente indagado, o homem repetiu que a moto era dela, de fato, todavia, acabou confessando que o veículo era produto de furto de uma residência, a pedido da própria comparsa, que estava ciente da ação criminosa.
Depois da pesquisa do emplacamento da moto, os policiais seguiram até o endereço de registro, no Jardim Morada do Sol, e lá verificaram que o portão estava com sinais de arrombamento. Uma vizinha auxiliou a GCM no contato com os moradores, que estavam viajando, e eles indicaram um parente para ir até o local representá-
los e prestar depoimento.
Assim, um professor, de 41 anos, deslocou-se ao local e juntamente com os guardas civis, constatou o furto de diversos objetos da residência, a qual estava totalmente revirada.
Provas
Diante dos fatos, a mulher assumiu ter conhecimento do furto e confirmou que o comparsa, junto com outro homem, fez o transporte dos itens subtraídos. Contudo, ela negou participação no crime e contou que apenas aceitou guardar parte dos objetos em sua casa. Além disso, a mulher revelou que havia um terceiro elemento, porém, desconhecia seu endereço.
Depois da narrativa, ela levou os policiais até a casa do outro ladrão e lá souberam pela mãe que ele não estava em casa, contudo, tiveram a entrada franqueada ao imóvel. No quarto, os policiais avistaram mais objetos furtados.
Dentre os bens furtados e recuperados pela GCM estavam diversas garrafas de bebidas, óculos, impressora, notebook, joias, velas aromatizadas, duas guitarras, barbeador, seis vidros de perfumes, telefone celular, vestuários em geral. Os itens foram entregues ao professor.
Outros bens subtraídos pelos bandidos, porém, não recuperados, incluem folhas de cheques, dois televisores, um notebook, uma aliança de brilhante, um par de brincos e um solitário de brilhante, avaliados em R$ 4 mil reais, que estão com o terceiro ladrão, ainda não localizado. Esses pertences são do professor, que acabou se tornando a principal testemunha da ação policial.
Após os procedimentos de praxe, o casal foi apresentado ao Juizado da Comarca, para decreto da custódia, onde foram escoltados à Cadeia Pública de Campinas e permanecerão lá até a manifestação da Justiça.
(Adriana Brumer Lourencini)

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VELOZES E FURIOSOS 8
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA
  • A CABANA
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • A VIGILANTE DO AMANHÃ: GHOST IN THE SHELL
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA
  • T2 TRAINSPOTTING