Publicado em: 17/04/2017 15h02 - Atualizado em 17/04/2017 19h45

Garota é agredida durante assalto no Centro

Adriana Brumer Lourencini
Na manhã de ontem, uma estudante de 15 anos foi mais uma vítima da violência. Ela transitava por uma das vias do Centro da cidade, quando foi surpreendida por um marginal, que estava de bicicleta.
A ação criminosa aconteceu na esquina das ruas Siqueira Campos e Hércules Mazzoni, pouco antes do meio-dia. De acordo com a mãe da garota, ela retornava da escola, mas antes passou no escritório da Viação Indaiatubana para carregar o cartão do passe escolar.
"Como é próximo de casa, ela decidiu descer a pé a Rua Siqueira Campos até em casa, no Jardim Europa", contou a mulher. "Assim que chegou na esquina já foi abordada pelo ladrão, que levou o celular dela", completou.
Durante o assalto, a garota chegou a gritar, chamando a atenção da vizinhança. O pessoal de um escritório de advocacia ouviu os gritos e correu acudir a adolescente, levando-a para dentro. Lá, eles tentaram acalmá-la, enquanto chamavam sua mãe e a polícia. Cerca de 30 minutos mais tarde, a mãe da garota chegava acompanhada de um vizinho e de uma equipe do Canil da Guarda Civil de Indaiatuba (GCI).
Agressão
A menina, ainda bastante nervosa, revelou que o bandido a agrediu. "Ele chegou por trás e eu só vi a roda da bicicleta. Daí ele disse para eu passar o celular, e eu pedi a ele que não fizesse isso. Então, ele pegou no meu braço, tomou o celular e me deu um chute na barriga. Nisso, desceu correndo sentido Parque Ecológico", narrou a adolescente.
Ela comentou ainda que nunca havia passado por este tipo de situação. "Ainda bem que ela está bem e foi apenas o celular, bens materiais a gente recupera", concluiu a mãe. Assim que deixaram o escritório de advocacia, mãe e filha se dirigiram até a delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência (BO). Sobre as características do ladrão, a jovem disse que era moreno, de estatura mediana, usava shorts e uma camiseta, a qual ela não se recorda da cor. Tinha a cabeça raspada e um alargador de orelha, e estava em uma bicicleta preta. Um dos guardas civis disse que fariam uma ronda pelas imediações para tentar encontrar o meliante. Até o fechamento desta edição não houve a informação de que o ladrão foi localizado.
Frequente
Este tipo de ação criminosa já foi denunciada pelos moradores locais como sendo bastante recorrente. Normalmente, eles estão de bicicleta e têm o costume de furtar residências ou praticar roubos de celulares de transeuntes a qualquer hora do dia.
Um dos moradores, que também ouviu os gritos da adolescente, disse que também foi abordado por dois elementos há 15 dias, num domingo pela manhã, quando ia à feira.
"Eu estava com o carrinho de feira, e nem isso a gente pode usar mais, porque eles pensam que a gente tem dinheiro. Daí dois marmanjos chegaram e disseram que queriam dinheiro para abastecer o tanque da moto. Eu disse que não tinha e que iria usar o cartão. Foi então que uma vizinha saiu e percebeu os dois, eles devem ter se assustado e saíram correndo", narrou o homem.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VELOZES E FURIOSOS 8
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA
  • A CABANA
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • FRAGMENTADO
  • A BELA E A FERA