Publicado em: 17/05/2017 13h40 - Atualizado em 19/05/2017 16h08

Boa vontade - o nome da solução

Paulo Antolini é psicólogo, psicoterapeuta, practitioner de programação neurolinguística, administrador e consultor de empresas. Fones: (19) 3834-8149 / (19) 99159-2480 Email: paulo.salvio@terra.com.br

Quanta energia desperdiçada. Quantas dificuldades enfrentadas para se encontrar soluções às questões que nos afligem. Em todos os segmentos de nossas vidas, inclusive nas próprias famílias. Entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, enfim, onde pessoas existem existirá também a oportunidade de se utilizar da boa vontade para o encaminhamento das coisas e situações.
Há uns anos atrás fui retirar um documento de um veículo no Poupatempo e o comprovante de pagamento feito em caixa automático estava apagado justamente no código de barra, pelo qual seria confirmado o pagamento. Fui orientado a voltar ao banco e pedir a informação, pois só eles poderiam fornecer novo comprovante.
Fui a agência onde foi feito o pagamento e lá me informaram que não tinham como fazê-lo, eu precisaria tentar de outra forma, forma essa que não souberam me orientar qual seria. Na segunda agência me disseram para ligar para a central do BB, mas também não tinham o nome do setor responsável. No dia seguinte, passando casualmente por uma terceira agência resolvi tentar novamente. O gerente que me atendeu imediatamente xerocou o comprovante meio apagado e pediu que eu voltasse no dia seguinte.
Mesmo achando que seria pouco tempo para ele buscar a informação, eu fui. Grande minha surpresa ao receber de suas mãos o que eu necessitava. Perguntei a ele a dificuldade que ele tivera para obter esse código e me disse que nenhuma, apenas ligou para o departamento responsável e passou cópia do documento apagado, o que possibilitou a eles a identificação do pagamento e emissão da informação.
Apenas um exemplo, pois vocês, leitores, possuem muitos exemplos vividos, onde a falta de boa vontade dos interlocutores, dos atendentes, e criaram enormes dificuldades. Desde a área de consumo até a área da saúde, e muitas outras.
Presenciei um pai que fez seu filho pegar um ônibus para onde precisava ir, quando ele mesmo iria passar em frente, apenas para não ter que tirar um pacote do banco traseiro e colocá-lo no porta-malas, que tinha lugar.
O chefe que faz alguém esperar por horas apenas para dar um visto em um papel qualquer. Uma secretária que não passa o recado para seu superior porque está fazendo outra atividade, nem sempre relacionada ao seu serviço, e assim por diante.
Tenho certeza que todos possuem muitas narrativas. Porém pergunto: Você é uma pessoa que pratica a boa vontade? Se o faz é para todos ou somente para os mais chegados, os mais íntimos?
Agir com boa vontade é acima de tudo desprender-
se da condição de poder que exerce naquele exato momento, frente àquela situação que depende de si para ser resolvida e ser um(a) prestador(a) de serviço ao outro.
Muitos não sabem o quanto a pratica dela trás a amizade e abertura de portas em nossas vidas. A boa vontade é como o sorriso, quem o pratica ameniza as "carrancas" dos mal-humorados e passa a ter um atendimento diferenciado dos demais.
Normalmente são gestos ou ações que não nos exigem muito e não há a necessidade de sacrifícios: apenas boa vontade.
Sempre queremos que a tenham conosco. Então vamos ter também com os demais.
Ao gerente que me atendeu dei meu livro que havia acabado de sair. Ele ficou muito feliz e eu? Fiquei muito grato!

Veja Também:

Mais lidas
Filmes em cartaz
  • REI ARTHUR: A LENDA DA ESPADA
  • CORRA!
  • O RASTRO
  • ANTES QUE EU VÁ
  • GOSTOSAS, LINDAS E SEXIES
  • ALIEN: COVENANT
  • GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2
  • VELOZES E FURIOSOS 8
  • A CABANA
  • ROCK DOG - NO FARO DO SUCESSO (SESSÃO FAMÍLIA)
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA (SESSÃO FAMÍLIA)
  • O PODEROSO CHEFINHO (SESSÃO FAMÍLIA)
  • O ÍDOLO (MAIO MUSICAL - DIA 23/05)
  • ARGENTINA (MAIO MUSICAL - DIA 23/05)
  • SINFONIA DA NECRÓPOLE (MAIO MUSICAL - 22/05)
  • MEMÓRIA EM VERDE E ROSA (MAIO MUSICAL - 22/05)