Publicado em: 05/07/2017 14h20 - Atualizado em 07/07/2017 14h33

Escrever o pensamento

Paulo Antolini é psicólogo, psicoterapeuta, practitioner de programação neurolinguística, administrador e consultor de empresas. Fones: (19) 3834-8149 / (19) 99159-2480 Email: paulo.salvio@terra.com.br

"Dr., como faço para me definir se tenho pensamentos contraditórios? Ora penso uma coisa, ora penso outra". Eis algo que é comum ao ser humano. E ocorre graças à nossa capacidade de pensar e de poder decidir por "a" ou "b". Entre as várias possibilidades ficam presentes as indefinições, as inseguranças que nos afligem.
Encontrar nossas próprias respostas nem sempre é fácil. Vivemos em um tempo onde as opções são muitas e, já sendo contraditório, muitas pessoas entre tantas opções se sentem sem nenhuma. Acreditam que elas, as opções, não são para elas, pessoas.
Há um exercício que propicia vários benefícios: o escrever. Colocar no papel o pensamento do momento. Fazer o mesmo com o próximo e depois ler os dois ou mais, refletindo sobre cada um. Ocorre o realce de cada opção, cada pensamento. Ajuda na percepção de prós e contras.
Quando escrevemos tornamos a visualização da ideia possível. Favorece a análise de seu conteúdo. Lembrem quantas vezes já escutou ou mesmo disse a alguém: "Pense bem no que está dizendo". É a expressão do "analise seu pensamento, sua ideia" e então tire suas conclusões.
Escrever os pensamentos não é útil só para a tomada de decisões, para facilitar as escolhas, mas também para quando queremos algo, firmarmos em nós mesmos o propósito para seu atingimento.
Eis um exercício feito por muitos e completado por poucos: ao início de cada ano escrever os objetivos para o mesmo. Coloca-se no papel tudo que se pretende conquistar no decorrer do ano em questão. Ok, essa é a primeira parte. A sequência é deixar esse escrito em local visível e lê-lo frequentemente, avivando a mente para o que se propôs e consequentemente não permitindo que caísse no esquecimento, o que levaria ao afastamento do desejado.
O ato de escrever trás inúmeros benefícios ao ser humano. Melhora sua capacidade de compreensão, desenvolve a capacidade de argumentação e exposição das próprias ideias, queixa muito comum, o de não conseguir se fazer entender e dizer o que realmente quer. Além do que, quando escrevemos nos "registramos" no mundo. Firmamos nossa existência e nos sentimos mais presentes. Muitas pessoas sentem-se invisíveis, como se não existissem. E isso não se deve ao fato de serem ignoradas, mas sim o se fazerem ser ignoradas.
Mesmo quem tem dificuldades com a escrita irá perceber que ao fazê-lo, estabelece um roteiro que o ajudará em sua jornada em direção ao que busca. Experimentem e tirem suas conclusões.

Veja Também:

Mais lidas
Filmes em cartaz
  • HOMEM-ARANHA: DE VOLTA AO LAR
  • MEU MALVADO FAVORITO 3
  • UMA FAMÍLIA DE DOIS
  • O CÍRCULO
  • MEUS 15 ANOS
  • UM TIO QUASE PERFEITO
  • A MÚMIA
  • MULHER MARAVILHA
  • KIKI - OS SEGREDOS DO DESEJO (CINECLUBE)