Publicado em: 11/08/2017 19h17 - Atualizado em 14/08/2017 09h47

Traficante é preso no bairro Campo Bonito

312 pinos de cocaína foram encontrados pela GAP em apartamento de desempregado de 19 anos

Silvia Bolívar
No começo da noite de quarta-feira, dia 9, guardas civis do GAP (Grupo de Apoio Preventivo) conseguiram prender um desempregado de 19 anos por tráfico de drogas. O rapaz, morador no Condomínio Copaíba, foi abordado depois de denúncia de uma pessoa que presenciou a transação entre o vendedor e comprador.
Segundos antes da abordagem, o desempregado jogou um pacote por cima de um muro. Os guardas foram atrás e encontraram três pinos de cocaína, o que inicialmente se caracterizaria porte para consumo pessoal. No entanto, com a residência franqueada aos guardas civis municipais em seu apartamento, onde o desempregado escondia 312 pinos do entorpecente, que foram apreendidos. O rapaz foi levado à Delegacia Central, onde recebeu voz de prisão e enviado para a cadeia anexa ao 2º DP de Campinas.
Ocorrência
Tudo começou por volta das 19h50 da noite de quarta, quando uma viatura da GCM fazia patrulhamento no Parque Campo Bonito. Lá os guardas foram abordados por uma senhora, que afirmou ter visto um rapaz, com determinada roupa, praticando o comércio de entorpecentes. Ciente dos fatos os GCMs deslocaram-
se para o local indicado, onde avistaram um rapaz.
Procedida a abordagem pessoal, nada de ilícito foi encontrado, mas momentos antes o rapaz arremessou três pinos de cocaína por cima do muro do Condomínio Copaíba, que foram localizados pelos GCMs. Neste momento a mãe do acusado apareceu e foi-lhe informado o que estava acontecendo.
A mulher afirmou que sabia que o filho era apenas usuário de drogas e caso os GCMs desejassem poderiam ir até o apartamento para comprovar que não havia nada de ilícito. Foram ao local e na primeira busca no apartamento, dentro de uma gaveta de roupas do desempregado, havia uma sacola plástica contendo 312 pinos de cocaína, divididos em 21 kits.
Questionado na presença da mãe do acusado, ele resolveu falar a verdade, dizendo que a droga era de sua propriedade e que ganha R$ 300 por semana apenas para guardá-la, para uma pessoa que não conhece, o qual deixa a droga em uma sacola dentro da lixeira, situada defronte seu prédio de apartamentos, juntamente com o pagamento semanal. Em relação à distribuição dos entorpecentes, disse o acusado que às vezes leva a droga até a via pública e em outras ocasiões as pessoas vêm buscar na porta de seu apartamento.
Os 21 kits com as porções do entorpecente foram localizados em uma gaveta de roupas Os 21 kits com as porções do entorpecente foram localizados em uma gaveta de roupas (Crédito: Fotos: Werner Munchow)
Rapaz foi preso na quarta-feira pelo Grupo de Apoio Preventivo, após denúncia anônima Rapaz foi preso na quarta-feira pelo Grupo de Apoio Preventivo, após denúncia anônima (Crédito: Werner Munchow)

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VALERIAN E A CIDADE DOS MIL PLANETAS
  • MALASARTES E O DUELO COM A MORTE
  • O REINO GELADO - FOGO E GELO
  • PLANETA DOS MACACOS: A GUERRA
  • O FILME DA MINHA VIDA
  • DUNKIRK
  • EM RITMO DE FUGA
  • TRANSFORMERS: O ÚLTIMO CAVALEIRO
  • CARROS 3
  • D.P.A - DETETIVES DO PRÉDIO AZUL
  • HOMEM-ARANHA: DE VOLTA AO LAR
  • MEU MALVADO FAVORITO 3