Publicado em: 11/10/2017 15h11 - Atualizado em 13/10/2017 17h12

O momento é agora

Paulo Antolini é psicólogo, psicoterapeuta, practitioner de programação neurolinguística, administrador e consultor de empresas. Fones: (19) 3834-8149 / (19) 99159-2480 Email: paulo.salvio@terra.com.br

A depressão foi diagnosticada como a doença do século! Milhões de pessoas sofrem desse mal que ao extremo, leva até ao suicídio. Ato de tirar a própria vida, por senti-la insuportável da forma como está se vivendo. Cada um teve suas razões, inegável é que o ato pôs fim à existência.
Sabemos que a depressão está relacionada com a perda de algo ou alguém. Situações que ficaram no tempo e que hoje não existem mais. Pode ser a perda de um ente querido, a perda de um emprego, a perda de um bem material, a perda de um poder aquisitivo, enfim, a não aceitação de que a situação hoje é outra.
Outras pessoas vivem um estado de ansiedade extrema, que as impossibilitam de levarem uma vida mais tranquila e sossegada. São pessoas que estão "no futuro", vivem uma intensa expectativa de que está para acontecer algo com elas e que não será bom. Não será positivo. Como se existissem vivendo constantes ameaças de algo ruim prestes a acontecer.
Ainda há os que sofrem da síndrome do pânico, "terror" paralisante que gera verdadeiro sequestro mental, onde não se consegue pensar racionalmente sobre o que estão sentindo. Tem suas origens em sentirem forte medo de perderem algo ou alguém que lhes é muito importante.
Todas são situações que fazem o adoecer acontecer.
A grande dificuldade é o viver o aqui e agora. Aquilo que teme esta a acontecer nesse momento? Não? Então aproveite esse momento e construa para que na sequência de momentos ocorra o melhor, pois o nosso melhor momento é este que estamos vivendo. A um segundo antes já passou, não podemos retomá-lo. A um segundo a frente não sabemos se estaremos vivos. Só existe o agora.
Muitos mantêm o sofrimento pelo que passaram e não percebem que isso não existe mais. Tudo já se foi e acabou. Existe apenas a memória do ocorrido e não quer dizer que irá se repetir. Saibam que o melhor momento de nossas vidas é este. Este que estamos vivendo agora. Então vamos aproveitá-lo e fazer dele o melhor momento.
Familiares se encontram e em vez de sentirem a alegria do encontro ficam se remoendo com as dores passadas. Gastam enorme tempo a recordarem coisas desagradáveis ou sofridas e quando vão se despedir dizem "poxa, aproveitamos tão pouco.". É lógico, ficaram a jogar a vida fora.
É isso mesmo, quando o apego está nas coisas que já foram e isso ocupa o agora que deveria estar sendo vivido, está se jogando a vida fora. Pensem nisso.

Veja Também:

Mais lidas
Filmes em cartaz
  • A MORTE TE DÁ PARABÉNS
  • AS AVENTURAS DO CAPITÃO CUECA
  • COMO SE TORNAR O PIOR ALUNO DA ESCOLA
  • PICA-PAU
  • BLADE RUNNER 2049
  • CHOCANTE
  • MY LITTLE PONY: O FILME
  • KINGSMAN: O CÍRCULO DOURADO
  • LEGO NINJAGO - O FILME
  • CINECLUBE - OS MENINOS QUE ENGANAVAM NAZISTAS
  • MÃE!
  • IT - A COISA
  • LINO - UMA AVENTURA DE SETE VIDAS