Publicado em: 06/10/2017 15h57 - Atualizado em 17/10/2017 13h54

Haoc registra terceira doação de órgãos em 2017

Após médicos detectarem morte cerebral de jovem de 21 anos, pais autorizaram procedimento

Manoel de Miranda
Werner Munchow Velório de Guilherme Ricardo Feitosa de Paiva aconteceu no Cemitério Jardim Memorial
O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) registrou na madrugada de terça-feira, dia 3, a terceira captação de órgãos para transplante, em 2017. Segundo o hospital, a captação veio de um paciente que estava internado desde o dia 24 de setembro. O paciente, de 21 anos, sofreu traumatismo crânio encefálico e, após a realização dos protocolos que atestam a morte encefálica, os familiares autorizaram a doação de órgãos.
Desta maneira, a equipe da Unicamp foi acionada e o procedimento resultou na captação de córneas, rins, fígado e coração, ajudando assim diversas pessoas que aguardam na fila de transplante. Em Indaiatuba, de acordo com a ONG Gabriel, até setembro deste ano, 61 pessoas estavam na fila a espera de doação de órgãos.
O Haoc conta com uma Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), coordenada pelo médico intensivista Alexandro Andreolli, que explica que muitas pessoas têm o desejo de serem doadores, e que formalizam através de cartório ou redes sociais. "Porém, quando o paciente está em morte encefálica, a decisão pela doação cabe à família. Por isso, o mais importante para as pessoas que desejam ser doadoras é comunicar isso aos seus familiares", esclarece. "Mas há também outras formas de doação, como de sangue, de medula óssea, que podem ser feitas mesmo em vida. No caso do rim a doação em vida é entre familiares porque tem que ter compatibilidade genética", explica.
Dr. Alexandro lembra que o conceito de morte encefálica é relativamente novo. "Antigamente, as pessoas associavam a vida ao batimento do coração. Mas, cientificamente e tecnicamente, a sede da vida é o cérebro. É ele que comanda nossos pensamentos, a nossa consciência e todas as nossas funções vitais, hormonais, docoração, do pulmão etc.
Quando o cérebro para de funcionar por alguma doença neurológica, todo o corpo para de funcionar também. Na UTI, com as terapêuticas modernas, pessoas com morte encefálica têm seus órgãos funcionando através de aparelhos - máquina de ventilação que compensa a falta do comando cerebral nos pulmões, drogas circulatórias que regulam pressão arterial e dos batimentos cardíacos pelo cérebro, alimentação e hidratação via endovenosa", explica.
Por este motivo, o médico ressalta a importância do trabalho da equipe multidisciplinar hospitalar. "Não só pacientes em morte encefálica e suas famílias, mas todos que têm um ente querido dentro de uma UTI, estão em um momento de muita vulnerabilidade, muito sofrimento. Temos que ter compaixão com essa situação para conseguir ter uma boa interação, criar um bom vínculo de confiança, para saberem que estamos fazendo tudo o que é tecnicamente adequado, tudo o que é correto, e desta confiança, futuramente, se o doente evoluir com morte encefálica, vai surgir a possibilidade de uma doação".

Mecânico morreu após acidente com moto

O mecânico Guilherme Ricardo Feitosa de Paiva, de 21 anos, sofreu o acidente de moto na tarde do dia 24 de setembro deste ano, na avenida Coronel Antonio Estanislau do Amaral, que interliga a cidade ao bairro Videiras. Em estado grave, ele foi socorrido e levado ao pronto socorro do Haoc, onde permaneceu internado na UTI, em coma.
Segundo informações, na tarde do dia 29 de setembro, o estado de saúde de Guilherme se agravou e os médicos detectaram sua morte cerebral. O falecimento aconteceu às 13h do dia 1º de outubro. Com isso, os pais do jovem autorizaram a doação dos órgãos - um gesto nobre que irá salvar a vida de outras pessoas. O transplante foi feito no dia 3 deste mês.
O velório de Guilherme aconteceu no Cemitério Jardim Memorial, na quarta-feira, dia 4. Guilherme é a 26ª vitima fatal em acidente de trânsito na cidade, neste ano.
Causa desconhecida
De acordo com declarações do irmão da vítima, Guilherme dirigia sua moto Honda NX Falcon preta quando se acidentou. As causas do acidente não foram reveladas, devido a ocorrência não ter sido registrada. O acidente aconteceu perto do Recanto das Flores, onde sua moto ficou guardada, e quando os familiares ficaram sabendo do acidente, o jovem já estava em coma na UTI do Haoc, razão também de desconhecer os motivos do acidente. 

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • A MORTE TE DÁ PARABÉNS
  • AS AVENTURAS DO CAPITÃO CUECA
  • COMO SE TORNAR O PIOR ALUNO DA ESCOLA
  • PICA-PAU
  • BLADE RUNNER 2049
  • CHOCANTE
  • MY LITTLE PONY: O FILME
  • KINGSMAN: O CÍRCULO DOURADO
  • MÃE!
  • IT - A COISA