Publicado em: 27/11/2017 11h00 - Atualizado em 27/11/2017 19h50

Trabalho escravo

A 4ª Turma do Tribunal do Trabalho de SP determinou que o trabalho escravo registrado na produção da Zara, em 2011, é de responsabilidade da marca de roupas, que faz parte do grupo multinacional Inditex. Para o desembargador Ricardo Trigueiros, "é impossível" aceitar a ideia de que a Zara não sabia o que estava acontecendo nas oficinas de costura, em uma espécie de "cegueira conveniente". O julgamento foi no dia 8 deste mês. Em agosto de 2011, uma operação do Ministério do Trabalho flagrou 15 pessoas trabalhando em regime análogo ao de escravidão nas oficinas da Zara, em São Paulo. Meses antes, trabalhadores, bolivianos na maioria, também haviam sido flagrados nas mesmas condições em oficinas na cidade de Americana (SP).

Veja Também:

Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • PAI EM DOSE DUPLA 2
  • LIGA DA JUSTIÇA
  • THOR: RAGNAROK
  • CINECLUBE - LOGAN LUCKY: ROUBO EM FAMÍLIA
  • GOSTO SE DISCUTE
  • A MENINA ÍNDIGO
  • DEPOIS DAQUELA MONTANHA