Publicado em: 10/01/2018 14h43 - Atualizado em 10/01/2018 14h54

Primeira audiência do assassinato de instrutor aconteceu ontem

Marcos Rogério Ribeiro foi morto com cinco tiros em frente a autoescola onde trabalhava, em junho

Manoel de Miranda
Werner Munchow Marcos foi morto com cinco tiros na noite do dia 16 de junho de 2017, na Rua dos Indaiás
A primeira audiência do assassinato do instrutor de autoescola Marcos Rogério Ribeiro, de 36 anos, aconteceu na tarde de ontem, dia 9, em Indaiatuba, sob a presidência da juíza substituta da 2ª Vara Criminal, Erika Folhadella Costa.
Marcos foi morto com cinco tiros na noite do dia 16 de junho de 2017, na Rua dos Indaiás, defronte a autoescola onde trabalhava como instrutor e se preparava para dar aula de moto com uma aluna.
Na audiência, estiveram presentes os dois acusados pelo assassinato: o cobrador Leandro de Paula da Silva, de 36 anos, que é acusado dos cinco disparos, e seu cunhado José Nilton de Araujo Lima, de 36 anos, que foi reconhecido como condutor do Corsa branco, pertencente a mulher de Leandro, cujo veículo foi utilizado na noite do crime para levar Leandro até a autoescola. Ambos encontram-se presos preventivamente.
Também foram ouvidas em audiência quatro testemunhas de acusação (três delas sem a presença dos acusados) e do investigador chefe Marcus Morelli, além das testemunhas arroladas pelo defensor dos acusados.
A primeira audiência de instrução deveria ocorrer na tarde do dia 30 de novembro de 2017, no entanto, a audiência foi suspensa pelo não comparecimento dos dois acusados.
Provas
Uma das principais provas material foi baseada nas imagens do COI (Centro Operacional de Inteligência) da Guarda Civil, que mostra claramente o Corsa branco passando defronte a autoescola, onde deixou o acusado Leandro. Ele trajava uma blusa de moletom vermelha com capuz e permaneceu ao local do crime por mais de uma hora, esperando pela chegada do instrutor Marcos. As imagens do COI mostram também que após o crime Leandro saiu correndo no sentido bairro ao centro, onde pegou carona com o motorista do Corsa, e fugiram em direção a Zona Sul. Consta ainda que dias antes da consumação do crime, 14 de junho, Leandro esteve na autoescola perguntando pelos funcionários, trajando a mesma blusa de moletom usada no dia do crime. 
Confira:

Veja Também:

Comentar


  Comentário Recentes
Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • O TOURO FERDINANDO
  • O DESTINO DE UMA NAÇÃO
  • O ESTRANGEIRO
  • JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA
  • CINECLUBE - COM AMOR, VAN GOGH
  • FALA SÉRIO, MÃE!
  • O REI DO SHOW
  • STAR WARS: OS ÚLTIMOS JEDI
  • EXTRAORDINÁRIO