Publicado em: 12/01/2018 18h13 - Atualizado em 15/01/2018 16h31

Delegado fala sobre o aumento de arrombamentos contra residências

No período de feriado prolongado, principalmente no final de ano, costuma ter um acréscimo no furto a residências

Anieli Barboni
Werner Munchow Luiz de Oliveira explica que recuperar objetos e prender receptador é complicado
A última semana de dezembro e primeira de janeiro foi marcada por furtos e arrombamentos em residências na cidade. Contabilizados pela Tribuna, ocorreram nove crimes nas festas de fim de ano, sendo três em dezembro e seis nesse mês. Apenas um roubo contra residência foi registrado na cidade e cinco acusados foram presos, na ocasião.
A reportagem conversou com o delegado Luiz Fernando Dias de Oliveira sobre o aumento desse tipo de ocorrência na cidade. A autoridade policial relatou que no período de feriado prolongado, principalmente no final de ano, costuma ter um acréscimo no furto a residências. "É a época em que as famílias acabam deixando o imóvel sozinho e vão viajar, e os oportunistas se beneficiam disso para praticar esse delito patrimonial. Infelizmente a demanda teve um acréscimo de muito grande e muitos dos furtos são também da área do distrito do 1º Distrito Policial", diz.
Oliveira também afirma que esse tipo de delito, na maioria das vezes, não é cometido por quadrilhas especializadas. "Salvo os casos em que posteriormente identificamos que são indivíduos de fora da cidade que vem à Indaiatuba para roubar, mas acreditamos que quase 90% desses crimes são praticados por indivíduos que se aproveitam do imóvel vazio, tanto é que alguns indivíduos foram identificados após o crime e eles não estavam com posse do objeto. São furtos para trocar por droga e dificilmente conseguimos rastrear esses objetos para depois localizar quem vendeu e quem comprou. Em algumas oportunidades foram abordados pessoas suspeitas trafegando com objetos, mas não conseguimos identificar a qual imóvel pertencia e ele não confessava o crime. Para nós era muito suspeito e aquele objeto realmente poderia ser objeto de furto".
O delegado também explica que prender quem comprou o objeto furtado é tão difícil quanto prender quer praticou o crime. "O objetivo nosso e trabalho desenvolvido depois da pratica de furto é tentar identificar os receptadores. Quando tem um receptador específico que armazena para depois revender facilita. O problema é quando os objetos furtados são trocados direto no ponto de aquisição de drogas. Nesses casos é complicado porque você não trabalha com o receptador "profissional", que adquiri o objeto para depois revender a um comércio que serve de fachada. Geralmente quem compra é um individuo que vê o valor comercial do objeto furtado, e que serve como moeda de troca para fornecer o entorpecente ao usuário. Nesses casos é bem complicado conseguirmos identificar o receptador", explica.
Crimes
Em dezembro, na véspera do Natal, dia 24, um administrado de 42 anos teve o portão da sua casa, no Jardim Regina, arrombado e diversos pertences foram levados. Os outros dois arrombamentos aconteceram no dia 31. Bandidos arrombaram a janela e quebraram os vidros de uma casa no Cidade Nova para ter acesso a residência e um aposentado foi furtado no Jardim América. Na passagem de ano, no Jardim Monte Verde, um ladrão mediante arrombamento de uma das janelas teve acesso ao imóvel e furtou vários equipamentos eletrônicos.
No início do ano, no dia 1º de janeiro, mais uma casa no Cidade Nova foi furtada mediante arrombamento da porta da frente. No dia 2, uma mulher também teve a sua casa arrombada, na Vila Pinheiro, e bandidos tiveram acesso ao interior da residência. No mesmo dia, três bandidos foram flagrados furtando uma casa no Jardim Umuarama. Um foi preso e dois fugiram. Também nesse ano, uma casa no Parque Boa esperança teve o alambrado cortado e objetos furtados, e bandidos tiveram acesso a uma residência no Jardim Adriana após arrombar duas portas.

Veja Também:

Comentar


  Comentário Recentes
Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • SOBRENATURAL: A ÚLTIMA CHAVE
  • CORRENDO ATRÁS DE UM PAI
  • RODA GIGANTE
  • O TOURO FERDINANDO
  • COM AMOR, VAN GOGH
  • O DESTINO DE UMA NAÇÃO
  • O ESTRANGEIRO
  • JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA
  • FALA SÉRIO, MÃE!
  • O REI DO SHOW
  • EXTRAORDINÁRIO