Publicado em: 27/02/2018 13h17 - Atualizado em 01/03/2018 15h30

A mente - o iceberg!

Paulo Antolini é psicólogo, psicoterapeuta, practitioner de programação neurolinguística, administrador e consultor de empresas. Fones: (19) 3834-8149 / (19) 99159-2480 Email: paulo.salvio@terra.com.br

Sempre é interessante quando encontramos analogias, metáforas que traduzem semelhanças nas ocorrências. A mente, nosso software, nossas programações, nossos registros, tais quais os arquivos salvos em diretórios de nosso hardware, nosso cérebro.
Pronto, eis que então tal qual um computador, possuímos uma máquina e um sistema com os quais operamos em nosso dia a dia. Possuímos arquivos, diretórios e memórias. Memórias recentes e memórias mais antigas.
Nosso celebro, tal qual o computador, necessita estar em uma temperatura fresca (inferior aos 36,5º C). Quando com febre, a pessoa chega ao delírio, perdeu a condição de raciocínio, não diz coisa com coisa. Um computador superaquecido trava, não consegue operar.
Mas qual a relação existente entre o cérebro e o iceberg? Não é o fato dele ser excessivamente frio.
O iceberg fica acima da superfície apenas dez por cento de seu tamanho. Noventa por cento fica submerso. A ciência nos mostra que conhecemos apenas dez por cento do funcionamento de nosso cérebro é conhecido. Noventa por cento de seu funcionamento ainda é desconhecido. Significa que esses noventa por cento desconhecido estão em atividade sem nenhum controle consciente nosso.
Quantas vezes nos perguntamos porquê tomamos alguma atitude ou fizemos isso ou aquilo e não temos respostas, a não ser que fizemos. Eis o que em outros textos já chamei de forças inconscientes existentes em nós.
Então fica claro a semelhança. O conhecimento do funcionamento do cérebro humano e o que fica à mostra no mar do iceberg possuem a mesma proporção. Quando se fala em buscar o autoconhecimento: "conheça-te a ti mesmo", é o ir em busca do trazer à consciência essas forças que estão atuando, pois, reveladas, é possível então fazer algo para o aprimoramento do ser humano.
Conhecer nossas capacidades, nossas aptidões, possibilita o mais adequado aproveitamento das mesmas. Assim como nossos bloqueios, resistências, é como descobrir no veículo qual peça ou parte está com problemas. Algumas vezes é possível a solução total daquilo que nos aflige. Outras vezes, na impossibilidade de substituir as "partes danificadas", aprendemos o como conviver com elas, diminuindo imensamente os danos que causavam.
Assim como é possível fazermos upgrade nos computadores, aumentando suas
capacidades e rapidez, também o é em nós mesmos, através do estudo e reflexão.
Assim como podemos conhecer os formados das partes submersas de um iceberg, mergulhando e nadando ao seu redor, podemos nos aprofundar em nós mesmos, mergulhando em nosso interior.
Qual sua escolha?

Veja Também:

Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • OPERAÇÃO RED SPARROW
  • A MALDIÇÃO DA CASA WINCHESTER
  • MOTORRAD: A TRILHA DA MORTE
  • DUDA E OS GNOMOS
  • PANTERA NEGRA
  • PEQUENA GRANDE VIDA
  • TRAMA FANTASMA
  • LADY BIRD: A HORA DE VOAR
  • CINELUBE - THE SQUARE: A ARTE DA DISCÓRDIA
  • CINQUENTA TONS DE LIBERDADE
  • TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME
  • VIVA: A VIDA É UMA FESTA
  • A FORMA DA ÁGUA
  • O TOURO FERDINANDO