Publicado em: 28/03/2018 14h20 - Atualizado em 29/03/2018 19h54

Brasileiros: esperanças recaem em Deus e nas Forças Armadas

Carlos G. Fiorini
Deus sempre foi a esperança dos brasileiros, em todos os momentos e, até mesmo para os ditos ateus que esperam a salvação do Criador, lá no fundo de suas consciências ou inconsciências.
Quando as pesquisas apontaram que 80% são favoráveis à intervenção das Forças Federais no Rio de Janeiro, comprovaram que o brasileiro, depois de Deus tem confiança apenas nas Forças Armadas, pois acreditam que os militares são a solução para todo o mal que existe na Terra de Cabral e seus comparsas da corrupção em todos os poderes, em todos os tempos e em todos os cantos.
Acreditam que militares são a solução para os crimes, a corrupção, o desgoverno, o pode-tudo, o desrespeito à Constituição rasgada. Lógico que não podem resolver tudo; os próprios brasileiros poderiam solucionar. Aqueles "brasileiros com muito orgulho" somente na Copa do Mundo, mas que são tão corruptos quanto os donos do poder e, ainda, votam se corrompendo, votam pela barriga a curto prazo, criando o caos depois; vide casos do Rio de Janeiro, Estados do Nordeste, Minas e outros recantos apodrecendo nas mãos dos escolhidos.
Brasileiros não acreditam mais em políticos: presidentes, ministros, senadores, deputados, governadores, prefeitos, vereadores, judiciários (alguns se salvam) e outros pseudo-administradores, pois esses os espoliaram, roubaram, traíram, excomungaram, achincalharam, desgraçaram, estragaram, violentaram, gatunaram, mal-educaram, maltrataram, enganaram, humilharam, assaltaram, propinaram, lazarentaram, corruptaram, malfadaram, mentiram, gozaram, mataram, empalhaçaram, saquearam, mascararam, adoentaram, afundaram, enterraram, lascaram, danaram, endiabraram, embolsaram e não sabiam (desculpem o anti-eufemismo, mas no poder cabem essas e muitas outras palavras).
"Ninguém pode permanecer calmo enquanto o Judiciário solta quem deveria estar preso ou mantém fora da prisão quem deveria estar lá dentro" (J. R. Guzzo, revista Veja). Essa afirmação poderá ser mudada para: "...ninguém confiará em mais nada enquanto o Judiciário..." Só relembrando que Sérgio Côrtes, secretário da Saúde do Rio de Janeiro desviou 300 milhões da saúde, réu confesso, foi solto no STF. E apareceram muito mais desvios dele. Quem o soltou não sabe o que é a saúde pública carioca e do país.
Diante da situação e as péssimas perspectivas referentes aos candidatos para as eleições de outubro/18, parece que, sem ser torturadores, somente as Forças Armadas poderão juntar-se a Deus nas esperanças dos brasileiros!
Para não precisar das Forças Armadas, pedimos para que tenhamos nos governos e supremos, em 2019, pessoas sérias, honestas e éticas como: atleta Rodrigo Caio; os policiais paulistas que recusaram suborno; Sérgio Moro, Vallisney Oliveira, Marcelo Bretas, Raquel Dodge, Dallagnol, STJ, STF-4 e alguns poucos brasileiros, diferentes daqueles que até então desfrutam do poder e humilham os brasileiros, notadamente os honestos.
Carlos G. Fiorini é escritor e educador

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • JOGADOR Nº1
  • UMA DOBRA NO TEMPO
  • NADA A PERDER
  • PEDRO COELHO
  • CÍRCULO DE FOGO: A REVOLTA
  • TOP CLÁSSICOS - A BELA DA TARDE
  • CINECLUBE - EM PEDAÇOS
  • MARIA MADALENA
  • OS FAROFEIROS
  • PANTERA NEGRA