Publicado em: 24/04/2018 14h19 - Atualizado em 27/04/2018 17h53

Reencarnação e alma dos animais

Da Redação
Os cães como todos os seres viventes, possuem alma e segundo nosso irmão Chico Xavier, se tratados com respeito, amor e carinho podem ainda, após seu desencarne, permanecer até quatro anos ao lado de quem tanto lhes deu amor. É uma forma de não sofrerem com a separação. Mas eles voltam ter a mesma vitalidade de quando eram filhotes. Quem já perdeu um amigo, fique sabendo que ele continuou ou continua ao seu lado, com a mesma felicidade de sempre.
Os animais, diferentemente dos seres humanos, não possuem o tempo da erraticidade (intervalo mais ou menos longo entre uma encarnação e outra); quando morrem, quase que instantaneamente, sua alma ou energia vital é atraída, magneticamente e por afinidade, rumo a um novo processo reencarnatório. Dessa forma, de pouquinho em pouquinho, vai progredindo. Devemos lembrar que a lei do progresso é um dos princípios fundamentais da Doutrina Espírita.
A alma de alguns animais podem retornar rapidamente para seu dono através de outro que nasça, a exemplo dos cachorros. Mas isso ocorre somente por mérito nosso; isso nos leva a entender que, assim como nós humanos buscamos a evolução em direção a Jesus, também os animais buscam a evolução em nossa direção.
A energia vital que os habita sente as experiências vividas e apreende as sensações que lhes são como as nossas provas e expiações. O resultado é a progressiva evolução entre os reinos animais e as personalidades únicas evidenciadas pelos diferentes animais e suas características.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA
  • AYRTON SENNA: O MUSICAL
  • 7 DIAS EM ENTEBBE
  • EXORCISMOS E DEMÔNIOS
  • RAMPAGE: DESTRUIÇÃO TOTAL
  • UM LUGAR SILENCIOSO
  • CINECLUBE - A LIVRARIA
  • NADA A PERDER
  • PEDRO COELHO
  • O HOMEM DAS CAVERNAS