Publicado em: 10/05/2018 17h30 - Atualizado em 11/05/2018 17h56

Guarda Civil estoura ponto de drogas

Da Redação
A Guarda Civil encontrou na manhã de segunda-feira (7) uma verdadeira fortuna em diversos tipos de droga no Jardim Oliveira Camargo. Denúncia anônima passada ao Centro de Operações, Atendimento e Despacho (Coade) dava conta de que uma residência fabricava e vendia drogas. Três homens foram presos.
Além de cocaína, pasta base, pedras de crack e maconha, a GC encontrou utensílios para fabricar e embalar drogas, entre eles 10.325 microtubos vazios, vários rolos de saquinho tipo chupa-chupa, fita crepe, vários adesivos com a foto e nome de Pablo Escobar, balança vidro de éter alcoolizado, duas mochilas, quatro tesouras, uma colher de sopa e duas colheres pequenas, uma marreta de madeira, duas peneiras, um prato branco, chave de fenda, espátula, colher-desempenadeira, um dichavador (triturador de fumo), dois vidros de corante líquido, facão, duas facas, duas bacias, R$ 120.
Escondidas na casa toda o cão Max, da Guarda Civil encontrou 592 gramas de maconha, 2.120 gramas de cocaína, 218 gramas de pasta-base, e 591 pedras de crack. Os guardas chegaram ao local e encontraram um desempregado de 23 anos que permitiu a entrada dos guardas, perguntando se era "caguetagem" e que não iriam encontrar nada. Mas na entrada já foi encontrada uma caixa com 10 mil microtubos. O desempregado disse então que recebia diária de R$ 40 e uma marmitex para embalar as drogas. O cão Max farejou um quarto que pertenceria a estudante de 20 anos. A esposa do estudante permitiu a entrada dizendo que "não tinha nada a ver com as coisas erradas do marido". Dentro, muitas drogas foram encontradas em duas mochilas, já embaladas, sendo elas cocaína, maconha e crack. Outro rapaz presente na ação, um ajudante de serralheiro, de 26 anos, também estaria ajudando a embalar os entorpecentes. O estudante, porém, disse que as drogas eram dele e que os dois homens trabalhavam para ele. Também afirmou que buscava as drogas em Itaici e distribuía no Oliveira Camargo. Entretanto, ao ser questionado na delegacia o desempregado afirmou ser ele o dono das drogas. Na delegacia, o estudante que disse ser dono dos entorpecentes negou o crime e disse ter confessado devido a "agressões sofridas". Os três foram presos e levados para Campinas.

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA
  • A NOITE DO JOGO
  • DESEJO DE MATAR
  • O RENASCIMENTO DO PARTO 2
  • ASSISTA MULHERES - BRANCO E PRATA
  • VERDADE OU DESAFIO
  • PAULO, APÓSTOLO DE CRISTO
  • TEU MUNDO NÃO CABE NOS MEUS OLHOS
  • CINECLUBE - BASEADO EM FATOS REAIS
  • PEDRO COELHO
  • OS FAROFEIROS