Publicado em: 03/05/2018 17h04 - Atualizado em 07/05/2018 10h59

Miscelânea de gêneros marca segunda semana no 26º Maio Musical

Projeto da Cultura segue com apresentações de música clássica, choro, jazz e muita MPB

Fábio Alexandre
Divulgação Um dos mais expressivos músicos brasileiros, Nelson Faria se apresenta no dia 11
A segunda semana de apresentações da 26ª edição do Maio Musical reserva grandes atrações, como a Orquestra Jovem do Estado, o Grupo BacoBalaco, Manteiga de Garrafa e Diáspora Coletivo Musical, o espetáculo Um Passeio pela Música Popular Brasileira e show com Nelson Faria Quarteto. Vale lembrar também que nesta segunda (7) ocorre a troca de ingressos para os shows com Sá & Guarabyra e Oswaldo Montenegro.
A programação teve início no sábado (5), com a apresentação da Orquestra Jovem do Estado (confira mais abaixo) e do Grupo Bacobalaco, com História da Música Brasileira, no Centro Cultural Hermenegildo Pinto (Piano). O projeto surgiu do interesse de um grupo de músicos em contar a história da música brasileira por meio de canções que consagraram épocas e fizeram da música popular uma das principais manifestações artísticas e culturais Brasil afora.
Trazendo elementos que moldaram a história, o grupo passou pelos estilos mais inovadores, como a Bossa Nova e a Tropicália, até chegar ao cenário atual, além de incluir outras referências como o soul e o jazz. No repertório houve homenagens a Luiz Gonzaga, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Elis Regina, Djavan, Tom Jobim, Maria Gadú, entre outros. O BacoBalaco é formado por Marina Silveira (voz e violão), Gustavo Portes (voz e guitarra), Victor Grili (voz e bateria) e Helena Cruz (baixo).
Com Fusão Moderna foi tema das apresentações de domingo(6), que reuniram dois grupos de gêneros diferentes, na Sala Acrísio de Camargo. No show O Choro é Nosso, o conjunto Manteiga de Garrafa trouxe um repertório recheado de diversas linguagens dentro do choro, como polca, choro sambado e maxixe, percorrendo desde os mais antigos chorões como Ernesto Nazareth e Chiquinha Gonzaga, passando pelos consagrados Pixinguinha e Jacob do Bandolim, até os modernos choros de Paulinho da Viola.
O Diáspora Coletivo Musical apostou na formação com piano, baixo e bateria, combinando estilos sem clichêsou preconceitos, seguindo a tendência da fusão de gêneros como uma releitura. Nomes como Miles Davis, John Coltrane e Herbie Hancock foram alguns dos compositores que apreciados durante as apresentações do trio.
Identidade
Na próxima quinta (10), com o tema Memórias Musicais, o espetáculo Um Passeio pela Música Popular reúne o Coral Cidade de Indaiatuba, sob regência de Áurea Ambiel, os violonistas Daniela Pellizzari Zanetti e Jonas Pellizzari Correa e a pianista Fátima Ambiel, na Sala Acrísio de Camargo. O objetivo é promover uma busca pela nossa identidade musical nacional, com o Coral apresentando uma breve trajetória de canções brasileiras.
Tais obras fazem parte da nossa memória musical e pretendem resgatar a importância de compositores como Catulo da Paixão Cearense, João Pernambuco, Pixinguinha, entre outros, chegando até os momentos atuais. A direção musical também é de Áurea Ambiel.
Na sexta (11), o show é com Nelson Faria Quarteto, também na Sala Acrísio de Camargo. Um dos mais expressivos músicos brasileiros, Nelson Faria é violonista, guitarrista, arranjador, compositor, com 11 CDs próprios gravados e a participação em mais de 300 CDs de artistas nacionais e internacionais como músico, arranjador ou produtor.
Nelson também é autor de oito livros didáticos, sendo três deles traduzidos para inglês, japonês e italiano. Atualmente, tem se destacado nas redes sociais como host do programa Um Café Lá em Casa, com mais de sete milhões de visualizações e mais de 80.000 seguidores. O programa, também veiculado nos canais Arte 1, Music Box Brasil e Futura, traz o artista em sua casa recebendo os mais importantes nomes da música brasileira para um bate papo sobre vida, carreira e, claro, muita música.
Todas as apresentações são gratuitas, com exceção de Sá & Guarabyra e Oswaldo Montenegro. Para estes dois shows, os interessados deverão retirar antecipadamente os convites na segunda-feira, 7 de maio, no Centro de Convenções Aydil Bonachella, a partir das 8 horas. Cada ingresso deve ser trocado por um pacote de fralda geriátrica tamanho G/X ou GG/XL, limitado a dois convites por pessoa.
O horário de funcionamento do Centro de Convenções é das 8h às 12h e das 13h às 17h. Os produtos doados serão revertidos para as entidades atendidas pelo Funssol (Fundo Social de Solidariedade de Indaiatuba). Mais informações pelo telefone (19) 3894-1867.

Orquestra Jovem prepara gravação de CD

Heloisa Bortz Com regência de Cláudio Cruz, grupo traz repertório dedicado a grandes compositores do século XX
A Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, ligada à Emesp (Escola de Música do Estado de São Paulo) Tom Jobim, instituição da Secretaria da Cultura do Estado gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, segue com sua temporada de concertos e se apresenta, no primeiro final de semana de maio, dias 5 e 6, em Indaiatuba e São Paulo, respectivamente.
Com regência de Cláudio Cruz, o grupo interpreta um repertório dedicado a grandes compositores do século XX, com peças de Stravinsky (Sinfonias para Instrumentos de Sopros), Barber (Adágio para Cordas) e Ravel (Daphnis et Chloé - Suítes nº 1 e 2). Também apresenta uma modificada de Aïs, do grego naturalizado francês Iánnis Xenákis. A obra é voltada para barítono amplificado, mas terá adaptações para a soprano Manuela Freua dividir o palco com Fábio Miguel.
Nestes concertos, a Orquestra Jovem recebe um de seus ex-integrantes, agora como solista, o percussionista Rubens Lopes. Vencedor da edição 2012 do Prêmio Ernani de Almeida Machado, Lopes foi o primeiro percussionista brasileiro aceito para o mestrado no Conservatório de Paris, França, e está de volta ao Brasil após quatro anos de estudos na Europa, com dois mestrados no currículo - em Percussão Clássica Contemporânea e Improvisação Generativa Livre - e recém-aprovado para ingressar na Philharmonia Orchestra de Londres, Inglaterra.
Após esta apresentação, o grupo retorna em junho, quando fecha o primeiro semestre gravando seu quarto CD sob a regência de Cláudio Cruz. Para comprovar o amadurecimento e evolução musical do grupo, a Orquestra encara os desafios da 5º Sinfonia, de Mahler. Até lá, serão semanas intensas de preparação para o concerto e a gravação do disco, que o público poderá conferir no dia 10 de junho, na Sala São Paulo.

PROGRAMAÇÃO

Dia 5, às 20h - Sala Acrísio
Orquestra Jovem do Estado
Regência: Claudio Cruz
Percussão: Rubens Lopes
Dia 5, às 20h - Centro Cultural
História da Música Brasileira
Grupo Bacobalaco
Dia 6, às 18h - Sala Acrísio
Com Fusão Moderna
Manteiga da Garrafa e Diáspora Coletivo Musical
Dia 10, às 20h - Sala Acrísio
Memórias Musicais, um passeio pela MPB
Coral Cidade de Indaiatuba
Direção musical e regência:
Áurea Ambiel
Violonistas: Daniela Pellizzari Zanetti
e Jonas Pellizzari Correa
Pianista: Fátima Ambiel
Dia 11, às 20h - Sala Acrísio
Nelson Faria Quarteto
Direção musical: Nelson Faria
Dia 12, às 20h - Sala Acrísio
Nelson Ayres & Ricardo Herz
Dia 12, às 20h - Centro Cultural
Uma Noite Luso Italiana com Certeza
Com: Patrícia Alice
Dia 13, às 18h - Sal Acrísio
Universom
Banda Roça'n Roll e Rodrigo Ribeiro Trio
Dia 17, às 20 - Sala Acrísio
Imagem do Som
Com: Maria Luiza Zani, Luiz Fernando Fischer Dutra e Fred Carrilho
Dia 18, às 20 - Sala Acrísio
Gala Mussorgsky & Bernstein
Corporação Musical Villa-Lobos
Regência: Samuel Nascimento de Lima e Tiago Roscani
Direção musical: Wladimir Soares
Dia 19, às 20h - Sala Acrísio
Songbook
Sá & Guarabyra
Dia 19, às 20h - Centro Cultural
Serenata de um Caipira
Dechris
Dia 20, às 18h - Sala Acrísio
Panorama das Big Bands Paulistas
Big Band Tom Jobim
Regência: Tiago Costa
Trompete: Daniel D'Alcantara
Dia 23, às 20h - Sala Acrísio
Orquestra Sinfônica da Unicamp
e Coro Contemporâneo
Regência: Ângelo Fernandes
Dia 24, às 20h - Sala Acrísio
Canções sobre Amor e Vida
Sonia Di Morais
Dia 25, às 20h - Sala Acrísio
Jazz, Canções de Amor e Humor
Roberto Sion, Itamar Collaço
e Yvete Matos
Direção musical: maestro Roberto Sion
Dia 27, às 19h - Sala Acrísio
Serenata
Oswaldo Montenegro
Sala Acrísio de Camargo
Av. Eng. Fábio Roberto Barnabpé, 3.665, Jardim Regina
Centro Cultural Hermenegildo Pinto (Piano)
Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 5.924, Jardim Morada do Sol

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Filmes em cartaz
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA
  • VERDADE OU DESAFIO
  • PAULO, APÓSTOLO DE CRISTO
  • TEU MUNDO NÃO CABE NOS MEUS OLHOS
  • CINECLUBE - BASEADO EM FATOS REAIS
  • RAMPAGE: DESTRUIÇÃO TOTAL