Publicado em: 25/05/2018 10h53 - Atualizado em 25/05/2018 14h50

Greve e consequências

A greve dos caminhoneiros, contra a alta dos preços dos combustíveis, causou reflexos em todo o País (inclusive Indaiatuba, conforme reportagem nesta edição da Tribuna). A paralisação acarretou transtornos progressivos ao longo da semana, afetando os mais diversos setores. Mesmo após o acordo de entidades com o governo federal, na quinta-feira, não evitou que os atos de protesto continuassem.
Não se discute o direito à greve e a legitimidade das reivindicações. Cabe questionar o papel do governo nesse grave problema. Resta evidente que as autoridades públicas não conseguiram antever o perigo embutido em uma trava no abastecimento de diversos setores. Pior: as notícias de corrida por combustíveis, confusão em aeroportos e alta nos preços de alimentos despertam o temor de reação das ruas.
A negligência governamental é confirmada quando se sabe que no dia 16 de maio foi apresentado pela categoria ofício ao governo federal pedindo o congelamento do preço do óleo diesel e a abertura de negociações, no que foi ignorada. No dia 18, um comunicado mencionava a possibilidade de paralisação a partir de segunda-feira, o que de fato ocorreu.
O País depende fortemente do transporte rodoviário para transportar bens, pessoas e produtos, inclusive matérias-primas e insumos como os combustíveis. Diferentemente de outros países com território de tamanho parecido, no Brasil há poucas linhas de trens para escoar a produção. O resultado é que 90% dos passageiros e 60% da carga que se deslocam pelo país são movimentados em rodovias. Com os bloqueios em pontos estratégicos, os caminhoneiros podem jogar o País no caos.
A fim de evitar o agravamento da situação, espera-se a adoção de medidas que minimizem os efeitos deletérios à economia e aos cidadãos. De qualquer forma, o impacto é inevitável à população, que mais uma vez sofre as consequências de um protesto decorrente de um panorama marcado pela vulnerabilidade.

Veja Também:

Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • HAN SOLO: UMA HISTÓRIA STAR WARS
  • ALGUÉM COMO EU
  • PRÉ-ESTREIA - EU SÓ POSSO IMAGINAR
  • DEADPOOL 2
  • CINECLUBE - ARÁBIA
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA
  • PAULO, APÓSTOLO DE CRISTO