Publicado em: 07/06/2018 17h23 - Atualizado em 08/06/2018 17h53

Proximidade da Copa aquece vendas de TVs

Promoções e estoque têm garantido bons negócios aos interessados em assistir ao Mundial

Adriana Brumer Lourencini
Werner Münchow Tevês de tela grande e alta definição em loja de eletrodomésticos da cidade: preferência
Redes de eletrodomésticos apostam na Copa do Mundo da Rússia, que começa na quinta-feira (14), para aumentar a venda de televisores. Características como alta definição e telas grandes caíram na preferência dos consumidores.
"As vendas estão aquecidas desde o mês passado, em virtude das promoções feitas entre os fabricantes e a loja", comenta o vendedor de uma das redes do varejo de móveis e eletrodomésticos. Segundo ele, a greve dos caminhoneiros não atrapalhou muito o movimento. "Contamos com bom estoque e descontos atrativos, e isso impediu a retração nos negócios", acrescenta.
O gerente de outra rede de lojas destaca que as vendas de aparelhos de TV vêm sendo retomadas aos poucos, após o fim da paralisação. "Observamos queda brusca de até 50%", lamenta. "Agora, o comércio volta a ficar aquecido." O vendedor confirma e adiciona: "Tem havido muita procura por televisores de tela grande, e a expectativa em assistir aos jogos da Copa tem estimulado o consumo".
Para Mauricio Stainoff, presidente da Federação de Câmaras Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (Fcdlesp), o grande varejo sentiu os efeitos positivos da Copa do Mundo no início do mês. "O aquecimento no comércio eletrônico, por exemplo, é influenciado pela compra de televisores", explica. Ele cita ainda o ambiente de bares e restaurantes, especialmente os que dispõe de TVs. "São ótimos pontos de encontro para as pessoas, inclusive, os próprios estabelecimentos já se preparam para receber uma clientela maior do que o de costume. As pessoas gostam de celebrar", completa.
Embalo
Supermercado, comércio informal e transporte também estão entre os setores que mais terão aumento de vendas entre junho e julho. Segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o comércio eletrônico deve aumentar as vendas em 72%; bares e restaurantes, 68%; souvenir, 80%; e até o transporte, que pode lucrar 51%.O que ainda pode determinar maior crescimento para o varejo neste período é o avanço da seleção brasileira no mundial, conforme aponta Maurício. "À medida em que o Brasil avança na competição a euforia do brasileiro também aumenta e vem o desejo de consumir produtos ligados ao evento", argumenta. "Além da Copa, o período se torna mais positivo, pois, há ainda datas significativas como o Dia dos Namorados e as festas juninas."

Veja Também:

Comentar


Mais lidas
Vídeos
Filmes em cartaz
  • OITO MULHERES E UM SEGREDO
  • NO OLHO DO FURACÃO
  • OS ESTRANHOS: CAÇADA NOTURNA
  • CINECLUBE - ELLA E JOHN
  • NÃO SE ACEITAM DEVOLUÇÕES
  • GNOMEU E JULIETA: O MISTÉRIO DO JARDIM
  • EU SÓ POSSO IMAGINAR
  • PARAÍSO PERDIDO
  • HAN SOLO: UMA HISTÓRIA STAR WARS
  • DEADPOOL 2
  • VINGADORES: GUERRA INFINITA