Empregado da Amazon revela vigilância em e-mails de funcionários

Um funcionário da Amazon Web Services, a AWS, revelou em e-mail disparado para diversos grupos internos da empresa que o conteúdo de suas discussões estava sendo monitorado cotidianamente. O objetivo seria a identificação e supressão de movimentos trabalhistas de minorias organizadas.Veja também: Amazon Prime Day chega ao Brasil e ocorre entre 13 e 14 de outubroAmazon atualiza linha de roteadores mesh Eero com Wi-Fi 6Suborno de funcionários da Amazon envolvia propinas de até US$ 100 mil

Ele também alerta que o esforço de monitoramento pretende acumular informações sobre grupos formados por funcionários identificados com grupos minoritários que utilizam o servidor interno de e-mail da empresa para debater pautas ligadas às causas.

“Se você for um moderador ou usuário desta lista, observe que ela está sendo explicitamente vigiada por uma equipe de monitoramento interna. Isto faz parte de uma lista mais ampla projeto para gerar e curar dados sobre funcionários internos e entidades externas.”, confirmou o funcionário. Listas de e-mails de funcionários da Amazon estão sendo monitoradas internamente, alega funcionário da AWS. Foto: Pexels

O e-mail relata que as listas monitoradas incluem endereços ‘@amazon.com’ como ‘ack-employee-network@’, ‘we-wont-build-it@’, ‘transgender@’, ‘indigenous@’, ‘arabs@’, ‘persians@’, ‘glamazon@’, ‘latinos@’, ‘colombianos@’, ‘asians-at-amazon@’, ‘coronavirusvolunteers@’, e diversas outras. É alegado também que o monitoramento ocorre em grupos de minorias específicas, uma vez que as conversas do grupo ‘christians@’ não estão sendo monitoradas, e da lista ‘muslims@’, estão. Resposta da AmazonUm representante da Amazon defendeu a atuação da empresa alegando que qualquer monitoramento interno de listas de e-mails ocorre especificamente pela atividade e pelo tamanho do grupo. Também afirmou que não há distinção baseada em aspectos subjetivos, como o conteúdo de debate em cada um dos observados.A explicação dada pela empresa para estes esforços de monitoramento das conversas é o aperfeiçoamento da experiência dos colaboradores na Amazon. “Trabalhamos continuamente para melhorar a experiência dos funcionários da Amazon e, com centenas de milhares deles localizados em todo o mundo, usamos vários métodos para coletar feedback em escala”.A explicação não informa, no entanto, quais são, precisamente, os ‘métodos de coleta de feedback’, além de mencionarem vagamente as já referidas métricas de atividade das listas e de seu tamanho.Fonte: Vice

 

Fonte: OlharDigital