Easynvest troca três ações na carteira para outubro, e busca se descolar do Ibovespa

A ação do Itaú Unibanco apresenta o maior potencial de valorização na carteira (Imagem: Reuters/Sergio Moraes)
O time da Easynvest optou por realizar três substituições de ações na carteira recomendada em outubro, visando se descolar do Ibovespa (IBOV), que até o dia 29 de setembro acumula queda de 5,83%, enquanto que o portfólio da corretora perdeu 4% no mesmo período.
De acordo com José Falcão Castro, analista que assina a recomendação, foram retirados os seguintes papéis: São Martinho (SMTO3); Equatorial (EQTL3) e Vivo (VIVT4). Os ativos foram substituídos por: Vale (VALE3); Magazine Luiza (MGLU3) e Eneva (ENEV3).
“Apesar de barata e com grande potencial de valorização, graficamente (ITUB4) não está correspondendo as expectativas e estamos acompanhando de perto os seus movimentos”, adverte o analista com base na análise técnica.
Ainda assim, a ação é a que apresenta o maior potencial de valorização na carteira.
Confira, detalhadamente, na tabela abaixo a nova configuração do portfólio para outubro:

Empresas
Ticker
Preço-alvo (R$)
Valorização (%)

Itaú Unibanco
ITUB4
34
52

Qualicorp
QUAL3
37,5
16

Vale
VALE3
78,75
35

SLC Agrícola
SLCE3
29
15

Taesa
TAEE11
30,42
9

Eneva
ENEV3
55
14

B3
B3SA3
70
30

Gerdau
GGBR4
24,5
21

Lojas Renner
LREN3
48,59
25

Magazine Luiza
MGLU3
105
20

Veja também o desempenho da carteira Easynvest ante ao Ibovespa ao longo do tempo:

Referência
Em setembro (%)
De jun a set (%)

Carteira Easynvest
4
15,28

Ibovespa
5,83
7,75

 

Fonte: MoneyTimes