Novo motor elétrico inteligente promete reduzir consumo de energia

O mundo está trocando os combustíveis fósseis por eletricidade. Isso faz com que motores movidos a corrente elétrica precisem evoluir cada vez mais. Pensando nisso, a Turntide Technologies desenvolveu o Smart Motor System, o “primeiro motor elétrico sustentável com DNA digital”. A empresa está em busca de um financiamento de US$ 33 milhões.Veja também: Nissan usa carro elétrico como fonte de energia no JapãoTel Aviv testa projeto de estradas que recarregam veículos elétricosUber lança modalidade ‘verde’ para híbridos e elétricos nos EUA

O equipamento é acionado por um software, é inteligente e sustentável. Caso um prédio esteja ficando muito quente ou muito frio, por exemplo, o Smart Motor System pode diminuir a velocidade do motor, diminuindo a saída de ar-condicionado e eliminando o desperdício de energia, consequentemente abaixando seu custo.

Para isso, a empresa integra o software com um sistema de controle de internet das coisas e coleta de dados. Com isso, é possível entregar um valor contínuo, monitorar a degradação, temperatura e velocidade. O sistema já está sendo instalado nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unidos, além de pilotos no Oriente Médio, Ásia e México.

Segundo Ryan Morris, CEO da Turntide, o projeto visa reduzir drasticamente a quantidade de energia que usamos. Para ele, só assim será possível seguir um caminho de fontes de energia 100% renováveis. “Modernizar os motores do mundo é essencial na luta contra as mudanças climáticas e reduzirá a pegada de carbono no mundo”, acrescentou.Carros com motor de combustão internaEsta, porém, não é a única solução para diminuir o consumo de combustível fóssil. Veículos de passageiros com motor movido à combustão interna não poderão ser mais vendidos na Califórnia a partir de 2035. A medida foi assinada pelo governador Gavin Newsom, e faz parte de uma ordem executiva que inclui outras ações para cortar a emissões de gases causadores do efeito estufa.A nova lei não impedirá que os californianos possuam carros movidos a gasolina ou os vendam no mercado de veículos usados. As novas medidas também incluem regulamentações de saúde e segurança “que protejam os trabalhadores e as comunidades dos impactos da extração de petróleo”.Via: Electrek

 

Fonte: OlharDigital