Rir é o melhor negócio: Jovens ganham mais de R$ 1 milhão produzindo memes

Por trás das risadas, likes e compartilhamentos em páginas de memes na internet, está um mercado em que os milhões de seguidores podem significar milhões de reais na conta dos administradores dos maiores perfis das redes sociais.

As páginas @migasualouca, @babados e @geshow (antiga @ratodobbb), por exemplo, somam quase 6 milhões de seguidores apenas no Instagram, mesmo número que Felipe Prior (um dos ex-BBBs mais conhecidos) tem na plataforma. No comando dessas contas famosas está o anônimo Murilo Henare que, aos 24 anos, transformou o hobby em profissão. Murilo começou a fazer memes como brincadeira e hoje essa é a sua profissão (Foto: Marcos Duarte / Reprodução) Murilo e os outros criadores de conteúdo lucram principalmente com publicidade. Para atrair os anunciantes, eles contam com três principais argumentos a seu favor: o primeiro e principal é a capacidade de atingir milhões de pessoas sem a necessidade de impulsionar os posts.

O segundo é a impessoalidade. Ou seja, como aos olhos do público essas páginas são apenas marcas e não pessoas, isso protege o anunciante de eventuais polêmicas. Um exemplo ocorreu no início deste ano quando a influencer baiana Gabriela Pugliesi furou a quarentena para fazer uma festinha. A imagem dela se desgastou e diversas empresas que a patrocinavam precisaram às pressas cancelar os contratos. Ao patrocinar uma página de memes e entretenimento o risco de algo parecido acontecer diminui.
Para finalizar, os administradores apostam em uma publicidade diferenciada, com linguagem e formato igual aos memes. “Com isso o conteúdo e a propaganda de nossas páginas se misturam. Os nossos seguidores se divertem com esse tipo de publicidade porque ela é orgânica e viral, fugindo de um formato engessado. Isso aumenta o engajamento e alcance dessas campanhas”, explica Murilo.
Veja um exemplo de publiciade ‘memeal’:

Ver essa foto no Instagram
queria tá assim com as amigas q eu gosto enquanto tomo minha cervejinha @skol ???? ô saudade meu pai #bebacommoderacao Uma publicação compartilhada por miga sua locaaaaaaaaa (@migasualoca) em 30 de Set, 2020 às 4:11 PDT
Banca
Para aumentar ainda mais os lucros e poder de negociação com os anunciantes, Murilo liderou em 2019 a criação da Banca Digital, com 25 dos maiores criadores de conteúdo do Brasil. Um time que, somado, possui mais de 100 milhões de seguidores. Apenas em seu primeiro ano, o projeto já arrecadou cerca de R$ 15 milhões.”Hoje um administrador de uma grande página na internet ganha muito mais que R$ 1 milhão por ano apenas com publicidade”, revela.

“Antigamente os influencers e administradores de páginas tinham uma mentalidade de concorrência entre si. Já eu sempre fui adepto da ideia de que todos precisavam se unir para crescermos juntos. Agora com essa banca somos capazes de vencer um combo de 100 milhões de seguidores e uma publicidade feita por uma galera que é nativa da internet, que é especialista em criar conteúdo para atingir esse público alvo”, diz Murilo.
Um dos maiores exemplos de sucesso da Banca foi o Big Brother Brasil 20, quando boa parte das empresas que anunciavam no reality também fizeram parceria com os influencers. “Com isso a marca deles sempre estava em destaque. Pois, após o programa, o espectador entrava na internet e nas nossas páginas para acompanhar a repercussão”, lembra.

 

A Banca Digital é um projeto que faz parte da Mynd, agência especializada em música, cultura digital e entretenimento,
Dicas
Com o mercado crescendo, cada vez mais páginas surgem tentando um lugar ao sol. Aos novatos, Murilo aconselha que sempre estejam ligados em tudo o que está acontecendo e viralizando na internet. Quando se trata de humor tudo é timing.
“Por exemplo, durante o BBB um ratinho apareceu na casa e imediatamente viralizou no Twitter. Pegando esse gancho, criei a página @ratodobbb no Instagram e ela alcançou um milhão de seguidores rapidamente, mais até do que alguns ex-participantes do reality. Hoje eu mudei o nome dela para @geshow, mantendo um milhão de seguidores”, conta. ‘Genilson’ conseguiu um milhão de seguidores em 24 horas (Foto: Reprodução) Outro ponto importante destacado por Murilo é o texto e forma de apresentação. É importante escolher bem a foto e o vídeo, além de escolher corretamente as palavras. Tudo tem que focar em não só ser engraçado, mas “compartilhável” para aumentar ainda mais o alcance e engajamento de sua página.
Para isso é muito importante ficar atento aos trending topics do Twitter, por exemplo, e sempre buscar usar as palavras que estão sendo mais utilizadas por lá.
“Criar conteúdo é um trabalho diário. Todos os dias é preciso soltar vários vídeos e clipes virais. É necessário fazer uma curadoria diária no que está sendo falado na internet. Não dá pra entrar pensando que é tão fácil, pois precisa sempre ficar atento no que está bombando. Também precisa ser alguém que faça diferente. Tem várias páginas e as que se sobressaem são as que criam conteúdos únicos, criativos e orgânicos. Não existe um grande segredo, é mais um feeling da pessoa”, detalha.
*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

Fonte: Correio24horas