Após debate com Trump, Joe Biden testa negativo para o novo coronavírus

O candidato democrata a presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou na tarde desta sexta-feira (2/10) que testou negativo para o novo coronavírus.Biden afirmou que a esposa, Jill, também não está com a Covid-19. “Obrigado a todos pelas mensagens de preocupação. Espero que isso sirva como um lembrete: use máscara, mantenha o distanciamento social e lave as suas mãos”, disse nas redes sociais.I’m happy to report that Jill and I have tested negative for COVID. Thank you to everyone for your messages of concern. I hope this serves as a reminder: wear a mask, keep social distance, and wash your hands.— Joe Biden (@JoeBiden) October 2, 2020Mais sobre o assuntoPolíticaLíderes mundiais desejam melhoras ao casal Trump, infectados pela Covid-19Além do candidato a presidente dos Estados Unidos Joe Biden, chefes de Estado de Alemanha, Rússia e Índia, entre outros, mandaram mensagensMundoDonald Trump apresenta sintomas leves de Covid-19, diz jornalUma pessoa próxima ao presidente descreveu como “um resfriado”. A primeira-dama Melania Trump também está com o novo coronavírusPolíticaCandidato à presidência dos EUA, Biden deseja “rápida recuperação” a TrumpEm publicação, o democrata afirma que “reza pela saúde e segurança do presidente e sua família”. Melania também está com Covid-19MundoTrump e Melania testam positivo para coronavírus e começam quarentenaPresidente dos EUA e a primeira-dama começaram a quarentena. A 33 dias da eleição, o republicano precisará ficar isolado por 14 diasO democrata fez o teste para a Covid-19 após participar de debate ao lado do presidente norte-americano e candidato à reeleição, Donald Trump. O mandatário dos EUA testou positivo para a doença. O anúncio foi feito na madrugada desta sexta.“Nós começaremos nosso processo de quarentena e recuperação imediatamente. Passaremos por isso juntos!”, escreveu Trump em conta oficial no Twitter.O anúncio ocorre poucas horas depois de o republicano ter afirmado que “o fim da pandemia está à vista” – a doença matou até o momento pouco mais de 207 mil pessoas nos EUA e tem tido a gravidade repetidamente minimizada por Trump.

Fonte: Metropoles