‘Já está na hora de pensarmos na retomada das aulas’, diz ACM Neto

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou nesta sexta-feira (2), durante a inauguração da Estação Cidadania de São Marcos, que deve se reunir nos próximos dias com o governador Rui Costa (PT) para discutir o retorno da Educação em Salvador. Apesar de não apresentar novidades quanto ao tema, o gestor municipal disse, porém, que seu desejo é que as aulas voltem ainda neste ano.

“Eu vou solicitar uma reunião com o governador – porque todas essas decisões que temos tomado são em conjunto com o Governo do Estado. Eu pretendo ter essa harmonia até o dia 31 de dezembro, quando eu for passar meu bastão ao meu sucessor. Eu entendo que ela vem sendo fundamental para a nossa cidade. No entanto, eu acho que já é possível começar a construir uma perspectiva [de retorno], com muitos cuidados, critérios, regras, prazos e condicionantes, é claro. Mas já está na hora da gente sentar pra começar a ver a questão da retomada da Educação”, afirmou.
Neto confirmou que sua equipe já delineou os protocolos para retorno das aulas. “Os protocolos já estão muito bem desenhados e definidos, porém o desejo da Prefeitura é que qualquer decisão seja tomada em conjunto. Nós vamos conversar a respeito desse assunto nos próximos dias. Não tenho, por hora, nenhuma novidade pra trazer. Apenas informar e afirmar que o nosso desejo é que as aulas possam voltar ainda esse ano. Já estamos no mês de outubro, quando temos aí apenas três meses [para o fim do ano]. Porém o nosso desejo é que elas possam voltar ainda esse ano. Elas vão voltar ao mesmo tempo. Vamos ter fase A…”, falou.
O gestor voltou a dizer que “talvez faça sentido não voltar a educação infantil esse ano”. “Porém, tudo isso, eu vou aprofundar a discussão a partir do trabalho conjunto dos dois comitês – o da Prefeitura e o do Governo do Estado. Mais detalhes eu só posso dar depois dessas conversas com o Estado”, reafirmou.

Prefeitura amplia funcionamento de shoppings, lojas de rua e restaurantes Neto também anunciou,na manhã desta sexta-feira (2), a ampliação na flexibilização de atividades já autorizadas a funcionar nas fases de reabertura da economia, a exemplo dos shoppings centers e centros comerciais, comércio de rua acima de 200 metros quadrados, cursos livres, lanchonetes, bares, restaurantes, clubes sociais e o Mercado Modelo. As novas medidas valem a partir de segunda-feira (5).
No caso dos shoppings centers e centros comerciais, o funcionamento agora pode ser das 11h às 21h, com 100% das vagas de estacionamento liberadas, todos os dias da semana. Antes, o funcionamento estava liberado apenas das 12h às 20h, com 50% das vagas.
“Isso não significa dizer que estamos mudando a capacidade total de pessoas dentro dos shoppings. Ela continua a mesma, assim como todas as regras do protocolo específico dos shoppings. Uso de máscara, controle de temperatura, higienização, distanciamento… Tudo isso continua valendo”, lembra Neto.

As lojas de rua acima de 200 metros quadrados também tiveram o horário de funcionamento ampliado, passando agora a ser das 10h às 20h, de segunda a sábado, e das 10h às 16h, no domingo, com 100% das vagas de estacionamento. Antes, esses estabelecimentos estavam autorizados a abrir apenas de segunda a sábado, das 10h às 16h, com 50% das vagas para veículos.
Os restaurantes, bares e lanchonetes ficam autorizados a funcionar até a meia-noite (antes o limite era 23h), sendo que os clientes só podem entrar dentro do prazo máximo de uma hora antes do fechamento. Além disso, a quantidade de pessoas por mesa passa de seis para oito, mantendo todas as medidas de distanciamento social e higienização estabelecidas no protocolo setorial.
“O distanciamento entre as mesas não muda. Da mesma forma que não muda a obrigatoriedade do uso da máscara toda vez que a pessoa se levantar da mesa e for ao banheiro ou for até a porta do bar e do restaurante. O distanciamento entre as mesas continua o mesmo. As regras de higienização continuam as mesmas”, destaca ACM Neto.

Os clubes sociais passam a ter permissão para reabrir bares e lanchonetes de segunda a sexta, dentro do horário de funcionamento desses estabelecimentos, que é de segunda a sexta, das 6h às 22h, sábado, das 6h às 18h, e domingo, das 6h às 14h.
No caso dos cursos livres, a mudança é a redução da idade mínima dos frequentadores, que caiu de 15 para 12 anos. “As regras continuam as mesmas”, ressalta o prefeito. E em relação ao Mercado Modelo, o equipamento gerido pela gestãao municipal agora pode funcionar domingos e feriados, de 10h às 16h.
“Entramos num caminho de retomada que espero ser a dinâmica até que haja a imunização da nossa população contra a covid-19. Vale frisar que a taxa de ocupação das UTIs exclusivas para tratar pacientes com a doença estaria na faixa dos 30% se a gente não tivesse desmobilizando leitos para outras necessidades, sendo que o parâmetro para a terceira fase da reabertura, que é a que estamos, era a ocupação de no máximo 60%”, disse o prefeito.

 

Neto começou falando que a gestão municipal está toda sexta-feira anunciando novas medidas do plano de flexibilização. “Temos trazido boas notícias para os mais diversos setores econômicos da nossa capital. Tudo isso só é possível porque estamos agindo com cautela e temos tido parcimônia nas deliberações. Desde que começamos a primeira fase do plano de retomada, não foi preciso voltar atrás de nenhuma das decisões que tomamos. Eu havia assumido esse compromisso com a cidade, resistindo a cobranças, enfrentando pressões, tendo que justificar sempre e sempre o porquê de não liberar tal coisa (…). Espero que essa seja a dinâmica até o fim do ano e até o dia que tenhamos uma vacina que garanta a imunidade de toda a população”, afirmou.
Balanço ACM Neto também fez um balanço da evolução do novo coronavírus na cidade. “Continuamos em uma tendência de queda na velocidade de crescimento dos casos (…). Na última semana,tivemos um recuo de 35% na média móvel dos mortos em Salvador. Eu já disse pra vocês que eu só vou descansar no dia que a cidade não tiver mais um cidadão para ser sepultado por covid. No dia em que não tenhamos que registrar mais nenhuma morte. Nós superamos a pior fase, estamos progredindo, mas não significa dizer que acabou”, disse o prefeito, citando que o presidente norte-americando, Donald Trump, testou positivo para a covid-19 no início da madrugada desta sexta-feira.
A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a covid-19 (543) está em 41%, se mantendo estável nesse patamar. No caso dos leitos clínicos (499), o percentual é de 47%.
Na semana do dia 20 a 26 de setembro, houve um recuo de 35% nos óbitos provocados pela doença, na comparação da média móvel das mortes com a mesma medida nos 14 dias anteriores. Esse comportamento da curva se observou também na média móvel das duas semanas anteriores e tem sido uma tendência na cidade, que registra ainda queda na velocidade de contágio.

 

Fonte: Correio24horas