Onix perde a liderança mais uma vez e Fiat Strada é o carro mais emplacado de setembro; confira os 10 mais vendidos

SÃO PAULO – Após ser ultrapassado pelo T-Cross em julho e retomar a liderança em agosto como o modelo mais emplacado do mês no país, o Chevrolet Onix perdeu a coroa mais uma vez, segundo o mais recente ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).No mês de setembro, o carro mais vendido no Brasil foi o Fiat Strada, com 11.873 unidades vendidas, contra as 11.710 unidades emplacadas do Onix, uma ligeira vantagem de 163 carros que colocou a picape da Fiat na frente.Porém, vale dizer que, na comparação do acumulado do ano até setembro, o Onix ainda leva vantagem sobre o Strada. Desde o começo do ano, foram vendidas 69.979 unidades do hatch da Chevrolet, contra 30.806 unidades da picape da Fiat.

O vice-líder no ranking anual continua sendo o Hyundai HB20, mas o hatch da marca coreana despencou neste último ranking mensal, ficando apenas em 4º lugar, com 8.565 vendas. Enquanto isso, o Volkswagen Gol ficou em 3º, com 9.134 unidades emplacadas.Segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (2) pela Fenabrave, no mercado de veículos leves, que considera carros de passeio e comerciais leves, 198.792 unidades foram emplacadas em setembro – o que representa um aumento de 14,55% ante agosto, mas uma queda de 11% em relação ao mesmo mês de 2019, evidenciando os efeitos da pandemia no setor automotivo.No acumulado do ano de 2020, a Fenabrave registrou aproximadamente 1,3 milhão de emplacamentos. O resultado é cerca de 33% menor do que o registrado durante o mesmo período do ano anterior. Em 2019, o acumulado até setembro registrou 1.934.890 emplacamentos.Carros mais vendidos em setembroAlém de desbancar o líder de vendas da Chevrolet, a Fiat ainda conseguiu emplacar o Fiat Argo no 5º lugar entre os mais vendidos no ano, com 7.985 unidades vendidas no mês.Os bons números do Fiat Strada e do Argo acabaram alavancando o desempenho da Fiat no geral. Depois de cinco anos de domínio entre Chevrolet e Volkswagen, a Fiat foi a montadora que mais comercializou veículos no Brasil durante o mês de setembro.A marca italiana vendeu 39.024 carros, o que representa 19,7% de participação no mercado de venda de veículos no país, e foi seguida da Volkswagen com 33.668 e 17% de participação, e da Chevrolet com 31.759 e 16% de market share.

Confira abaixo os carros mais vendidos do mês de setembro.Marca/ModeloUnidades emplacadasFiat Strada11.873Chevrolet Onix11.710Volkswagen Gol9,134Hyundai HB208.565Fiat Argo7.985Chevrolet Onix Plus7.093Chevrolet Tracker6.403Jeep Compass6.042Ford Ka5.956Jeep Renegade5.749SUVs mais vendidos de setembroNo mercado de SUVs, o Volkswagen T-Cross, líder geral em julho, e campeão de vendas na categoria de SUVs no mês passado, perdeu força e foi apenas o 5º SUV mais vendido em setembro, com 4.729 unidades emplacadas, ante as 6.455 vendidas em agosto.A liderança ficou com o GM Tracker, que emplacou 6.403 unidades no período.Marca/ModeloUnidades emplacadasGM Tracker6.403Jeep Compass6.042Jeep Renegade5.748Hyundai Creta5.402Volkswagen T-Cross4.729Nissan Kicks4.025Honda HR-V3.314Volkswagen Nivus3.203Ford Ecosport2.072Renault Duster1.831Setor reaquecidoDepois de o setor automobilístico sentir os efeitos imediatos da pandemia do novo coronavírus na comercialização de veículos, com o pior resultado mensal registrado desde 1999, Kalume Neto, gerente de desenvolvimento de negócios da Jato Dynamics no Brasil, acredita que, pouco a pouco, o mercado vai retomando suas forças.Ao comparar os números do começo do ano com os de setembro, é possível perceber uma lenta melhora do setor e uma recuperação gradual dos resultados.Em janeiro e fevereiro, quando a pandemia ainda não havia chegado ao Brasil, foram registrados 184.117 e 192.639 emplacamentos de veículos leves, que considera carros de passeio e comerciais leves, respectivamente.Após uma queda abrupta em abril, que registrou apenas 51.362 novos emplacamentos, o setor começa a recuperara tração pouco a pouco. Em maio, já foram 56.635 unidades, e em junho há um salto de 116%, com 122.772 veículos novos vendidos.Em julho, o setor teve um resultado de 163.075 modelos emplacados. Já em agosto foram vendidos 173.544 novos veículos no país, o que representa que o mercado automobilístico brasileiro está apenas 10% atrás do mês auge de vendas do setor no pré-pandemia, que foi fevereiro.

Já em agosto, no mercado de veículos leves, 173.544 unidades foram emplacadas – um aumento de 6,41% ante julho, mas uma queda de 24,7% em relação ao mesmo mês de 2019.

 

Fonte: InfoMoney