Saúde do DF inicia campanha de vacinação contra a poliomielite

Tendo crianças menores de 5 anos de idade como público alvo, a Saúde do DF começa, na próxima segunda-feira (5/10), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, vírus que pode causar paralisia. As doses serão alocadas em todas salas de vacina do Distrito Federal.Na mesma data, inicia-se a Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos de idade. O encerramento será em 30 de outubro.As unidades básicas de saúde (UBSs) estão preparadas para receber a população e cada uma tem criado estratégias específicas para manter o distanciamento entre os pacientes e seguir todas as medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus.Mais sobre o assuntoSaúde“Confiem na vacina”, diz Pazuello ao lançar campanha de imunização infantilMinistério da Saúde convoca pais e responsáveis para atualização da carteira de vacinação dos filhos entre 5 e 30/10SaúdeAtrasou vacinas do seu filho por medo da Covid-19? Saiba o que fazerPandemia derrubou a cobertura vacinal no país, o que preocupa especialistasCom estratégias diferenciadas para as crianças menores de um ano e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos de idade. Todas crianças menores de 5 anos deverão comparecer às salas de vacinas para receber uma dose da vacina contra poliomielite.A depender do esquema vacinal registrado na caderneta, a criança poderá receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), como dose de reforço ou dose extra, ou a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), como dose de rotina. Estima-se que no DF haja cerca de 160 mil crianças nessa faixa etária. A meta é imunizar 95% desse público.PoliomieliteNo DF, a série histórica dos últimos 20 anos da cobertura vacinal da vacina contra a poliomielite em menores de 1 ano mostra uma tendência de queda das coberturas, sendo que em 2015 e de 2017 a 2019 a meta de cobertura não foi atingida (95%).De janeiro a abril de 2020, a cobertura vacinal foi de apenas 67,3%. No mesmo período de 2019, era de 89,2%.“O último registro de caso confirmado para a poliomielite no DF foi em 1987. No entanto, as coberturas vacinais ainda são heterogêneas, podendo levar à formação de bolsões de pessoas não vacinadas, possibilitando a reintrodução do poliovírus. Por isso é tão importante atingir a meta de vacinação”, explica a gerente de Imunizações da Secretaria de Saúde, Renata Brandão.Fila das consultas para os olhos de crianças e adolescentesO grupo alvo da vacinação contra a poliomielite são as crianças menores de 5 anos de idadeRafaela Felicciano/MetrópolesHospital da Criança de Brasília abre vagas para jovens aprendizesVírus que pode causar paralisiaVinícius Santa Rosa/MetrópolesPoliomieliteVacina contra a poliomielite é aplicada em forma de gota sem uso de injeçãoBreno Esaki/Agência Saúde DF0

Fonte: Metropoles