Aplicativo promete ajudar pessoas com doenças mentais graves em crise

As doenças mentais são consideradas o mal do século 21. Pensando em ajudar vítimas dos transtornos, a SMI Adviser, uma iniciativa administrada pela American Psychiatric Association (APA) e financiada pela Substance Abuse and Mental Health Services Administration (SAMHSA), desenvolveu o My Mental Health Crisis Plan. O aplicativo ajuda os pacientes a criarem um plano para orientar o tratamento durante uma crise de saúde mental.Veja também: Aplicativos e jogos mobile geram US$ 48 bilhões no terceiro trimestreGravadoras processam Apple por pirataria em aplicativos na App StoreJustificativa de voto poderá ser feita por aplicativo nesta eleiçãoFacebook quer que Messenger possa ser aplicativo padrão no iOSEpic Games adquire empresa de tecnologia para aplicativos infantis

O app fornece um passo a passo simples para que o usuário crie e compartilhem em forma de uma diretiva de avanço psiquiátrico (PAD). O PAD é um documento legal que inclui uma lista de instruções e preferências do paciente para que sejam seguidas em caso de crise.

O My Mental Health Crisis Plan permite que o indivíduo estabeleça medicamento para usar e não usar, preferências por hospitais e até médicos ou outros profissionais. Além disso, é possível decidir alguém que pode agir em seu nome, designando uma pessoa de confiança para tal. O usuário também pode identificar alguém para ser notificado caso entre em uma crise de saúde mental e compartilhar o seu plano com outras pessoas, incluindo familiares, amigos ou médicos.Aplicativo ajuda vítimas de doenças mentais a lidar com a crise. Foto: Divulgação

O aplicativo possui alguns requisitos específicos em cada estado americano para preenchimento do PAD, como assinaturas, testemunhas e um tabelião. O documento pode ser compartilhado como um arquivo PDF ou por meio de um QR Code. “O aplicativo My Mental Health Crisis Plan fornece uma maneira simples, conveniente e eficaz de criar e compartilhar uma diretiva psiquiátrica avançada”, afirmou o CEO e diretor médico da APA, Saul Levin.Infelizmente, o aplicativo não está disponível para download no Brasil. Porém, há diversas alternativas para aqueles que sofram com problemas psicológicos. Um exemplo disso é o Centro de Valorização da Vida (CVV). O CVV realiza apoio emocional e de prevenção do suicídio de forma voluntária e gratuitamente, sob total sigilo. O contato pode ser feito pelo telefone 188 ou pelo site.Via: MedicalXpress

 

Fonte: OlharDigital