Brasileiro busca honestidade e é majoritariamente conservador nesta eleição

As eleições municipais de 2020 serão marcadas por um eleitor majoritariamente conservador que tem como prioridade a honestidade de seus representantes. É isso o que indica uma pesquisa feita pelo Instituto Travessia a pedido do jornal Valor Econômico.

O estudo revela o eleitor tende a se posicionar à direita no espectro político. Além disso, ele está pessimista e preocupado com os setores da economia mais afetados pela pandemia.
Em relação às áreas que os prefeitos devem mais focar, na visão do eleitor, a prioridade é a saúde, seguida da educação. Em seguida vem, em ordem, geração de emprego, segurança, abastecimento de água, administração pública, combate à corrupção, assistência aos mais pobres, investimento na rede de esgoto, transporte coletivo, limpeza pública, meio ambiente, habitação, iluminação pública, trânsito, atividades culturais e esportivas.
Já em relação ao que mais preocupa o eleitor em relação ao futuro, a “perda de aprendizado com a paralisação das escolas na pandemia” foi escolhida por 18% dos eleitores. Ela ficou atrás de desemprego (33%) e violência, com 20%.

 

No espectro político, a maioria dos participantes da pesquisa se definiu como conservador (28%). Os socialistas são 19%, liberais formam 19% e progessistas 9%.
Ainda segundo a pesquisa encomendada pelo Valor Econômico, políticos de direita são a preferência de 32% dos brasileiros, esqueda de 20% e centro de 16%. 32% não soube responder.

Fonte: Correio24horas