Instagram aumenta duração máxima para lives

Durante este período de isolamento social causado pela pandemia de coronavírus, as transmissões ao vivo se tornaram parte do dia a dia das pessoas. Agora, as lives no Instagram estão prestes a ficar ainda mais longas, com um limite de até quatro horas. Atualmente, o máximo permitido é de uma hora.Veja também: Contas falsas do Instagram se passam por bancos para enganar clientesAtualização do Instagram para Android tem atalhos para o aplicativoProcon-SP notifica Instagram por vazar dados de menores de idadeFacebook abre API do Messenger para permitir respostas automáticas no InstagramVisual do Messenger está cada vez mais parecido com o do Instagram

Com a medida, a rede social pode ser utilizada por artistas para grandes shows ou outras interações entre famosos e seus seguidores. Para poder usufruir do longo tempo, porém, o usuário deve ter a conta em situação regular. Portanto, não pode ter cometido nenhuma violação de políticas internas ou de propriedade intelectual. Essa exigência deve afastar pessoas de fazer streaming de filmes ou partidas de videogames, por exemplo.

Em breve, uma outra mudança vai afetar os usuários do Instagram também. A rede social afirmou que será possível arquivar os streams por até 30 dias. Essa ferramenta vai funcionar de forma semelhante ao arquivamento dos stories e das publicações no feed.Em breve, a rede social afirma que será possível armazenar as lives por até 30 dias. Foto: InstagramNo início do ano, o Instagram já havia adicionado a opção de salvar lives no IGTV, além de ser possível enviar lives dos próprios arquivos. Agora, a rede social também planeja atualizar a seção “Live Now” que aparece no IGTV e ao término de uma transmissão. A intenção é que ajude os usuários a encontrar outros streams pelo qual possa se interessar, seja de alguém que já segue ou não.

Contas falsas se passam por bancos para dar golpes no InstagramUma nova onda de golpes começou a aparecer no Instagram. De acordo com a Eset, empresa especializada na detecção de ameaças, o esquema utiliza contas da plataforma em nome de grandes bancos para enganar usuários.Os golpistas se apresentam como canais de atendimento das instituições e entram em contato com possíveis vítimas. Eles, então, tentam conseguir dados pessoais, como telefone, para aplicar golpes por ligação.Via: Engadget

 

Fonte: OlharDigital