Veganismo no Brasil cresce 20% em um ano

O crescimento do veganismo no Brasil segue em alta. De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira Vegana (SVB), o número de adeptos a esse estilo de vida em 2019 foi 20% maior em relação ao ano anterior.Com isso, os adeptos de alimentos sem qualquer tipo de origem ou exploração animal são mais de 15 milhões em solo brasileiro. Fazendo uma análise minuciosa de todos os componentes dos alimentos, a consciência com o animal e com o meio externo vem se tornando cada vez maior, principalmente em relação às novas gerações.De acordo com a mesma pesquisa, mesmo que estejam felizes com sua escolha, 9% desse público relata sentir falta de doces em seu dia a dia, como o chocolate ao leite. E por ser derivado do leite, os veganos não consomem esse tipo de produto. Para a CEO da Chocolife, Virgínia Dias, a decisão de desenvolver chocolates saudáveis como forma de empreendimento foi justamente para poder ajudar essas pessoas a terem uma vida alimentar equilibrada sem perder os prazeres da vida. “O conceito de alimentação saudável ou vegana sempre existiu no meu cotidiano, muito antes de conhecermos o movimento como ele é atualmente, estruturado e com milhões de pessoas adeptas. O objetivo da Chocolife sempre foi proporcionar o prazer de comer um chocolate, tanto os mais doces, quanto os mais amargos, sem esquecer da saúde”.Líder no segmento de chocolates saudáveis, os produtos da empresa são todos produzidos sem qualquer tipo de vínculo animal. Dessa maneira, além dos veganos, ele pode ser consumido por alérgicos ou intolerantes a lácteos, glúten e à soja”.“Usamos o leite de coco como base na maior parte de nossos chocolates e cremes. Inclusive, na linha Loov, que tem o sabor mais doce e é ideal para quem tem o paladar mais adocicado. Com opções ao leite e branco, o consumidor consegue seguir o estilo do veganismo e consumir chocolate com as mesmas características de um chocolate ao leite convencional”, disse. Além de todo o cuidado com a produção dos alimentos, a Chocolife incorpora na política da empresa conceitos em que animais não podem ser explorados para trazer a matéria-prima para o desenvolvimento dos produtos.“Somos contra qualquer tipo de exploração animal, até mesmo no transporte da nossa matéria prima principal, o cacau. Acredito que são detalhes que fazem toda a diferença”, mencionou Virgínia. Além da linha de chocolates em barra tradicionais, a Loov também possui produtos complementares, como os cremes de chocolate e cremes gianduia ao leite e branco, que remetem ao creme de avelã, ideais para consumir como recheio, cobertura, ou até mesmo para comer de colher. Segundo Virgínia, mesmo com a pandemia, 2020 foi um ano de muitos lançamentos, pois a empresa está sempre trazendo inovação com tecnologia, sabor e saúde. “Nossa linha de produtos certificada pela SVB está sempre aumentando, pois todos os lançamentos e os demais produtos são veganos. Inclusive para o Natal, temos uma excelente opção para presentear, a biblioteca de sabores Chocolife SuperFoods”, finaliza. Website: http://www.chocolife.com.br

Fonte: Metropoles