17.1 C
Munique

42877 Homicidios Na Cecap E Recanto Sao Esclarecidos

Leitura obrigatória

Publicado em: 17/08/2018 10h52 – Atualizado em 20/08/2018 13h43

Homicídios na Cecap e Recanto são esclarecidos

Investigações levaram às prisões dos últimos envolvidos nos dois crimes

Da Redação



Werner Münchow
No dia 1º de agosto, o corpo de Jefferson Fernando de Oliveira, 37 anos, foi encontrado próximo à Estrada do Fogueteiro
No início desta semana, a Polícia Civil de Indaiatuba finalizou as investigações sobre dois homicídios ocorridos na cidade, com a prisão dos dois últimos envolvidos nos crimes, que vinham sendo procurados.
De acordo com o delegado Danilo Amâncio Leme, o autor do primeiro crime, ocorrido no bairro Cecap, em junho, estava foragido, mas foi preso na última terça-feira (14), com o apoio da equipe da Guarda Civil. “Foi cumprida a prisão temporária e ele ficará detido por 30 dias; mas, certamente vamos converter para prisão preventiva”, afiançou.
Leme revelou que o autor dos disparos que atingiu o casal, sendo o homem a vítima fatal, também era procurado por outros quatro crimes de roubo na cidade. “Ele participou de assaltos em vários locais, sendo o primeiro em um posto, em Itaici, um supermercado e uma ótica, no Jardim Morada do Sol, além de outro supermercado na Vila Furlan.”
Apesar do indiciado não ter assinado a confissão, Leme diz que ele confessou os crimes informalmente. “Ele faz parte de uma organização criminosa e, no caso ocorrido no Cecap, tratou-se de cobrança de dívida de drogas”, revela. “Ele foi um dos contratados pelo tráfico para cobrar a vítima, que acabou sendo executada.”
Adolescente
Mais recentemente, outro caso de homicídio ocorreu no Recanto Viracopos. Na semana passada, três envolvidos foram presos, porém, havia ainda um adolescente que estava sendo procurado. “Na madrugada de domingo (12) para segunda-feira (13), guardas civis localizaram o adolescente na região do homicídio. Ele confessou a participação no crime”, explicou o delegado Luiz Fernando Dias de Oliveira.
“O caso está resolvido, restando somente alguns laudos de local, porém, todas as diligências, oitivas e interrogatórios estão encerrados. Em seguida, vamos encaminhar os laudos ao Ministério Público para oferecimento da denúncia”, complementa.
Oliveira disse ainda que, em sua própria versão, o adolescente admitiu conhecer a vítima, e que sua avó já o havia abrigado em sua casa algumas vezes. “A ideia inicial era dar uma surra na vítima, e os motivos não ficaram muito claros. Porém, ao encontrarem o rapaz no bar, eles o forçaram a entrar no veículo. O adolescente falou que todos participaram do crime, e que as agressões foram violentas.””Este não foi um crime comum”, emendou o delegado. “É assustador saber que um menor participou de algo desse tipo, e contar isso com tamanha frieza.”
Para os delegados civis, a integração das polícias foi fundamental para a elucidação dos casos. “Temos grande apoio da Guarda Civil e da Polícia Militar na cidade; eles estão sempre nas ruas e isso possibilita que visualizem os procurados com maior facilidade”, ressaltou Leme.
Os crimes
No homicídio do bairro Cecap, um homem de 37 anos foi morto após ser baleado no quintal de uma residência, na noite de 24 de junho. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu seis dias depois, no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc).
Segundo a Guarda Civil, ele estava na companhia de uma mulher, no quintal da casa dela, quando três homens invadiram a residência e dispararam as armas em direção ao casal. Testemunhas disseram aos policiais que ela seria o alvo dos atiradores; no entanto, a mulher recebeu atendimento de emergência e foi liberada.
No dia 1º de agosto, o corpo de Jefferson Fernando de Oliveira, 37 anos, foi encontrado próximo à Estrada do Fogueteiro, no Recanto Campestre de Viracopos. De acordo com a perícia, ele havia sido morto a pauladas no dia anterior, em hora incerta.
Segundo testemunhas, o homem era conhecido no bairro, já que realizava vários serviços nas redondezas. O corpo foi encontrado em um terreno baldio, na Rua Golfinho, completamente nu, com perfurações que indicavam terem sido provocadas por objeto contundente (foi confirmado que não se tratavam de ferimentos por tiros). .A perícia constatou morte por espancamento.
Os outros três envolvidos foram presos no início do mês, logo após o crime. Eles estavam em um Celta prata, com placas de Indaiatuba, quando Jefferson entrou no veículo e não foi mais visto com vida. A captura dos indivíduos foi feita com o auxílio da tecnologia do (COI), por meio de imagens das câmeras de segurança nas áreas monitoradas.

Veja Também:

Comentar








Mais lidas

Vídeos

Filmes em cartaz


  • CHRISTOPHER ROBIN: UM REENCONTRO INESQUECÍVEL
  • MENTES SOMBRIAS
  • O PROTETOR 2
  • MEGATUBARÃO
  • VIDAS À DERIVA
  • ASSISTA MULHERES - TULLY
  • MAMMA MIA! LÁ VAMOS NÓS DE NOVO
  • ANA E VITÓRIA
  • MISSÃO: IMPOSSÍVEL - EFEITO FALLOUT
  • HOTEL TRANSILVÂNIA 3: FÉRIAS MONSTRUOSAS



- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo