22.2 C
Munich

10705 Coluna Da Silvia 20 De Dezembro De 2014

Must read



Home › Notícias › Silvia em Revista › Coluna da Silvia – 20 de dezembro de 2014  
Coluna da Silvia – 20 de dezembro de 2014



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 07/01/2015 às 16h53Silvia Bolívar – [email protected]
Silvia Bolívar

[email protected]



É Natal!

Desejo aos meus queridos leitores um Natal cheio de amor e alegria. Com família e amigos reunidos, numa confraternização gostosa. Tão bom estar com todos.

Há a mensagem simbólica de um ser maior que nasce para nos ajudar e guiar. Que todos tenham muita Luz. E que recebam muitos presentes materiais e, mais importante, imateriais. Feliz Natal!



Inusitado

Testemunhei uma cena no mínimo bizarra. Na seção de legumes de um supermercado uma mulher escolhia criteriosamente as batatas que levaria. Examinou bem cada uma e colocou todas num saco plástico. Deixou o saco no carrinho e foi pegar outras coisas. Aí, veio outra mulher e levou o saco de batatas tão bem escolhido pela tal senhora!

Ai, se a moda pega. Você retira senha ou fica na fila para comprar frios. Depois de alguma demora você é, enfim, atendida. Aí, vem um espertinho e leva o que você esperou um tempão para obter.



Bolsonaro

Foi aberta sindicância na Comissão de Ética a respeito da fala do polêmico deputado. Não vai dar em nada, claro. Uma pena.

Ele disse que não estupraria a ministra Maria do Rosário por que ela “não merecia”. Provavelmente queria dizer que ela não era “desejável”, mas o tiro saiu pela culatra.

Ao falar que “não estupraria” soou como se estivesse afirmando ser estuprador, mas com aquela, não. Uma frase infeliz, infame, indigna. Vai ficar tudo por isso mesmo.



Faculdade de Design de Moda

Que legal, a Max Planck lança o curso superior de Tecnologia em Design de Moda, com duração de dois anos. Uma ótima opção já que de acordo com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), a indústria da moda brasileira reúne em torno de 30 mil empresas formais, movimenta cerca de R$ 50 bilhões ao ano e emprega 1,7 milhão de pessoas de forma direta e outras oito milhões de forma indireta, e ainda representa 16,4% dos empregos e 5,5% do faturamento da indústria de transformação. Além disso, o Brasil é, atualmente, referência mundial em design de moda praia, jeanswear e homewear, e vem se projetando, também, nos segmentos de fitness e lingerie.



Pipa com cerol

Nessa semana teve um ventinho gostoso, atípico até para a época. Pude ver em vários bairros meninos soltando pipas. Por curiosidade encostei o carro aqui e ali para perguntar se usavam cerol. A quantidade de respostas afirmativas me assustou.

No começo negavam, achando que eu poderia ser alguma autoridade. Quando dizia que não, a verdade vinha à tona. Praticamente todos tinham cerol ou seus congêneres. Alguns diziam que seus pais sabiam disso.

Que perigo! E pensar que foi justamente em Indaiatuba que aconteceu uma enorme tragédia causada por cerol. Faz muitos anos. Durante uma demonstração da Polícia Militar no Jardim Morada do Sol, dois integrantes desciam em rapel de um helicóptero e acabaram mortos devido a uma linha com cerol.



Som alto

Este ano já são 73 veículos multados e recolhidos ao pátio devido a som nas alturas. Lei municipal (ótima) tem ajudado a dar um basta nos mal-educados que deixam o som automotivo com decibéis em excesso.

No final da semana mais três veículos foram recolhidos. O primeiro caso ocorreu na noite de sexta-feira (12), quando uma viatura da Guarda Civil foi acionada após reclamação no telefone 153. Chegando à Rua Raul David do Valle, no Jardim Morada do Sol, a equipe encontrou a Saveiro vermelha com o volume do som extremamente alto, conforme narrou o Guarda que atendeu a ocorrência.

A segunda situação foi registrada quase que simultaneamente, mas na região Central. Na Rua 11 de Junho uma guarnição da Guarda Civil se deparou com um Astra preto com o volume alto. O terceiro caso, também foi constatado após denúncia chegada ao telefone 153, na tarde de domingo (14). Uma viatura foi enviada para a Rua Renato Riggio, no Jardim Morada do Sol e comprovou a reclamação recebida pela corporação. No local havia um Corolla bege com som extremamente alto.



Superbactéria

A imprensa mundial dá destaque para a superbactéria encontrada nas praias cariocas do Flamengo e Botafogo. São nesses locais que ocorrerão a maioria das provas náuticas nos Jogos Olímpicos de 2016. Nas lagoas da Barra o esgoto infesta tudo. O cheiro é horrível. Lá também ocorrerão atividades esportivas.

O que espanta no caso da superbactéria é que ela veio de um esgoto hospitalar que é desovado no Rio Carioca. Como pode?! Esgoto hospitalar descartado assim? Tomara que os atletas, jornalistas e torcedores estrangeiros voltem a seus países com saúde, sem dengue, sem chikungunya ou doenças de terceiro mundo.



Aprai

O show Gala Beneficente da Galpão 1 foi um sucesso. Parte da renda foi destinada a duas entidades de apoio animal, a Upar e o Gapa. Por que deixaram de fora a Aprai? Não dá para entender.



Bandidagem

Olho vivo. Em época de fim de ano os ladrões estão ativos. Eles querem ter seu Natal e para isso avançam em cima da gente. O pessoal está reclamando que os assaltos estão mais frequentes e em plena luz do dia. Na terça um prédio foi assaltado por volta das 17 horas. Ou seja, em horário movimentado.

*

Cuidado também para os infames trotes criminosos. Já perdi a conta de quantas vezes minha “filha” liga dizendo que sofreu acidente ou foi sequestrada. Detalhe: não tenho filha. Muita gente cai no golpe. Quando ligam, uma pessoa do outro lado faz voz de choro e diz “mãe?”. A vítima acaba falando o nome da filha ou filho. “Fulana?”. É o que o golpista precisava: um nome. A partir daí ele começa a pressionar quem atendeu o telefonema e caiu no golpe. No Natal, Ano Novo e Carnaval esse tipo de crime se torna muito frequente.



Dê seta

Não dói, faz bem e salva vidas. Já virou piada nas redes sociais o fato de poucos motoristas na cidade ligarem a seta para avisar que vai virar ou até mesmo para estacionar.

Aconteceu com esta escriba. Eu (e uma fila de carros atrás de mim) estava na Rua 7 de Setembro, no Centro, quando um carro de repente parou e queria dar ré. Ele queria estacionar nu-ma vaga, mas não deu seta avisando. Resultado: uma fila enorme e sem que o esquecido conseguisse estacionar. Se tivesse ligado a seta daria para o veículo seguinte parar para que ele pudesse fazer a manobra com folga.



CARTA

Jardim Brasil

Bom-dia Silvia, já escrevi muitas vezes para a sua coluna para reclamar dos ônibus circulares que passam na região de Helvetia e Jardim Brasil. Moro no Jardim Brasil e agora tem ônibus de meia em meia hora. Em vez de esculachar esse e-mail é para elogiar. Abraço para você e todos da Tribuna.

Maria Elizabeth Gomes



R: Oi Beth, tudo bem? Que bom ter melhorado. Me lembro de suas cartas anteriores. Com tudo acertado, Indaiatuba voltará a ser a melhor cidade para se morar no Brasil. Abraços.



‘Carta de indignado’

Silvia, você publicou reportagem sobre um homem que está brigando por achar que está injustiçado. Esse caso tem chateado muita gente porque ele não é normal. Eu vi a tal carta que você recebeu e fiquei pensando se é certo mandar essa carta com muitos palavrões para a imprensa. Esse caso é particular e não deveria ter sido enviado a muitas pessoas, não tem nada a ver. Tem pessoas que querem dar a palavra final e esquecem tudo o que fez e os transtornos que cometeu. Peço a você que não publique meu nome porque essa confusão ainda vai longe. Obrigado.

(O leitor se identificou e pediu anonimato)



R: Meu caro, concordo com você. Não estou por dentro do caso porque a carta é muito confusa. Pesquisei e entendi um pouco mais. E entendo porque você pede anonimato. Abraços.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

More articles

- Advertisement -spot_img

Latest article