18.6 C
Munique

10083 Tres Pessoas Sao Presas Por Trafico E Guarda Civil Participava Da Quadrilha

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Polícia › Três pessoas são presas por tráfico e guarda civil participava da quadrilha  
Três pessoas são presas por tráfico e guarda civil participava da quadrilha



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 08/09/2014 às 16h25Leandro Povinelli – [email protected]
Paulo JoséA polícia apreendeu sete pés de maconha e diversos produtos químicos

Depois de uma investigação iniciada em abril deste ano, o Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Indaiatuba conseguiu localizar e prender três pessoas que já estavam na condição de foragidos da Justiça, desmantelando uma das principais quadrilhas que atuava no tráfico de drogas do município, principalmente no bairro Vila Furlan.



A ação aconteceu durante a manhã de terça-feira, dia 2, em uma chácara da cidade de Cosmópolis, localizada no bairro Recanto Feliz, onde os investigadores prenderam um homem de 21 anos e duas mulheres, uma de 22 anos e outra de 29 anos, sendo uma delas apontada pela polícia como a líder do grupo.



“Desde que foram expedidos os mandados de prisão preventiva dos suspeitos a investigação não cessou até obtermos a informação de que eles estariam fora da cidade”, informou o delegado Luiz Fernando Dias de Oliveira. “Recentemente chegou até a polícia uma informação sobre a possibilidade de eles estarem em Cosmópolis. Foi então que os investigadores conseguiram chegar a um local exato e efetuar a prisão”.



A chácara onde o trio estava escondido, composta por dois imóveis, foi cercada e teve início a ação de abordagem, onde todos os procurados foram surpreendidos e não tiveram chance de reação. Os policiais do SIG encontraram um revólver Taurus calibre 38 com numeração suprimida e seis cartuchos, sendo um íntegro e cinco picotados, cuja propriedade foi assumida pelo homem de 21 anos. Na casa da suspeita de 29 anos, apontada como a líder do grupo, foram localizados sete pés de maconha, duas porções pequenas de cocaína e diversos materiais utilizados para o refino e embalagem da droga. Nos fundos, também foram encontrados diversos insumos químicos como ácido bórico e acetona, o que, para a Polícia Civil, deixa claro que o local também era utilizado para a preparação de entorpecentes.



Depois de serem detidos, os três envolvidos foram trazidos até Indaiatuba, onde foram ouvidos separadamente pela autoridade policial, que ratificou as vozes de prisão dadas anteriormente. Autuados em flagrante, o trio responderá pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, sendo que o homem de 21 anos também será indiciado pela posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Todos os objetos localizados foram apreendidos e serão encaminhados ao Instituto de Criminalística, em Campinas, para passar por perícias competentes.


Guarda civil preso no começo do ano participava da quadrilha
Arquivo TribunaNa casa do guarda civil foram apreendidas grandes quantidades de drogas entre crack, maconha e cocaína

A operação desencadeada na semana passada ocorreu após as investigações iniciadas em abril deste ano, quando policiais do SIG deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Juíza de Direito da 2ª Vara Criminal de Indaiatuba, Daniela Faria Romano, nos bairros Vila Furlan e Jardim Pau Preto.



Em ambos os casos, que possuem ligação, houve o apoio do Grupo de Operações com Cães (GOC) da Guarda Civil. Foram apreendidas grandes quantidades de drogas entre crack, maconha e cocaína e vários suspeitos foram levados até a Delegacia Central. O que chama a atenção, porém, é que um dos envolvidos era um Guarda Civil, que possuía, junto com a esposa, mais de 7 kg de entorpecentes em casa.



Os policiais foram informados que uma casa no Jardim Pau Preto armazenava drogas, e que algumas pessoas passavam por lá e levavam até a Vila Furlan para fazer a comercialização. No imóvel localizado na Vila Furlan, os investigadores apreenderam 536 papelotes de cocaína, 29 trouxinhas de maconha, 270 invólucros de crack e cerca de R$ 2 mil em dinheiro. Além dos entorpecentes, cinco pessoas, incluindo um menor de idade, foram levados até a Delegacia para prestar esclarecimentos.



No cumprimento de mandado do Jardim Pau Preto, efetuado no imóvel pertencente ao funcionário público, os policiais civis encontraram 650 gramas de crack divididos em kits, prontos para a venda, 1,250 kg de cocaína e quatro tijolos de maconha pesando 5,3 kg, totalizando 7,2 kg de entorpecentes. Alguns equipamentos eletrônicos que estavam dentro de um cofre também foram apreendidos.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo