13.1 C
Munique

10582 Jovem De 17 Anos Se Afoga Em Area Rural

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Polícia › Jovem de 17 anos se afoga em área rural  
Jovem de 17 anos se afoga em área rural



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 08/12/2014 às 18h46Leandro Povinelli – [email protected]
Leandro Povinelli

[email protected]



No final da tarde de segunda-feira (1º), um jovem de 17 anos quase perdeu a vida ao se afogar em um lago situado no Sítio São Bento, nas proximidades do bairro Tombadouro, região rural de Indaiatuba. A vítima foi resgatada por homens do Corpo de Bombeiros e o helicóptero Águia da Polícia Militar chegou a ser acionado devido à gravidade do caso.



Segundo as primeiras informações, o jovem teria entrado no lago para nadar. Ele não teria ingerido nenhum tipo de bebida alcoólica, mas as causas para o início do afogamento ainda são desconhecidas.



Testemunhas que o acompanhavam, ao perceberem a situação, rapidamente acionaram o socorro. Além de uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, uma Ambulância Municipal também esteve presente na ocorrência.



Ao ser retirado do lago ainda com vida, foi necessário o acionamento do grupamento aéreo da Polícia Militar, que pousou na propriedade com o helicóptero Águia. Os paramédicos, então, realizaram os primeiros procedimentos de resgate ainda dentro da viatura do Corpo de Bombeiros, conseguindo estabilizar a situação da vítima, que respirava com ajuda de uma máscara de oxigênio.

Com a situação sob controle, o jovem foi encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), onde recebeu atendimento e não corre mais o risco de morrer.





Dicas de segurança



Com um forte calor e a necessidade de amenizar as temperaturas, muitas pessoas procuram alternativas rápidas para se refrescar, como nadar em piscinas e em lagos. Diante dos fatos, a reportagem da Tribuna conversou com o 3º Sargento PM Alberton, do Corpo de Bombeiros de Indaiatuba, que forneceu importantes dicas de segurança. “Evitar alimentos antes de entrar na água e dar um tempo mínimo de 1h30 após se alimentar são medidas básicas, mas que dificilmente são respeitadas”, alerta o sargento. “Evitar locais desconhecidos e não fazer brincadeiras como simulações de afogamentos ou forçar a cabeça de um amigo para dentro da água também é válido”.



Explicando sobre a importância de não se afastar da margem se não souber nadar e evitar atravessar de um lado a outro, o militar também aconselha entrar apenas em locais onde seja possível tocar o fundo com os pés. “Antes de se banhar, informe-se sobre a correnteza e a profundidade do local e, por mais raso que seja, evite, em qualquer ocasião do tipo, o consumo de bebidas alcoólicas”.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo