17.1 C
Munique

39529 Ninguem Nasce Destinado A Derrota

Leitura obrigatória

Publicado em: 18/12/2017 11h52 – Atualizado em 18/12/2017 19h23

Ninguém nasce destinado à derrota

 

Da Redação



Falso o conceito sobre os que “estão fadados ao mal”.
Equivocado o ensino de que a “sorte é responsável pelo destino de cada homem”.
Absurda a teoria em torno dos que devem irremissivelmente “sofrer desgraças”.
Lamentável a ideia que impele o ser a “fazer o que deve fazer” na contingência do erro e da desdita. Sem fundamento a afirmação da “fatalidade para o infortúnio”.
O destino individual resulta dos atos de cada criatura. Por isso mesmo, a todo instante, sofre injunções positivas e negativas que lhe alteram a planificação. No determinismo das leis há opções que decorrem do comportamento do espírito em experiência evolutiva, dispondo e orientando sempre para as trilhas liberativas e felizes.
Ninguém, portanto, está desvalido e atirado à irreversível derrota. Querer ou não querer, esforçar-se ou não pelo triunfo pessoal, depende de cada aprendiz da vida.
Perseguido por fatores desditosos, arrojado a situações perniciosas, mesmo assim, o homem é responsável pela sua acomodação tácita ou pelo empenho de superação das injunções, que devem funcionar como valiosas experiências para a fixação do dever nobre, do bem atuante nos painéis da sua mente encarnada.
Não transfiras culpas, escudando-te no destino, ou no arrojo da natureza íntima, ou ainda nos fatores circunstanciais. Reencarnação é oportunidade de soerguimento e não de desaire ou queda.
Sintonia com o bem é sede de amor e ânsia de felicidade. A ascensão ou a queda será decorrência do teu livre arbítrio, desde que, em todo momento, o Senhor te faculta recursos excelentes com que podes discernir, optar e agir…
De forma alguma desistas de lutar, de tentar em esforço de reabilitação, de repetir a tarefa até lograr a vitória. Só há fatalidade para o bem sendo as determinações de provação e expiação, capítulos e ensaios redentores para os equivocados que se demoram nas experiências primárias da evolução.
Médium Divaldo P. Franco

Veja Também:

Comentar








Mais lidas

Vídeos

Filmes em cartaz




- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo