15.4 C
Munique

7224 No Diva Dia 6 De Abril

Leitura obrigatória



Home › Notícias › No Divã › No Divã – Dia 6 de Abril  
No Divã – Dia 6 de Abril



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 08/04/2013 às 15h25Paulo Antolini – [email protected]
Conexões

As religiões há muito dizem “Conectem-se com Deus”; “Elevem seus pensamentos a Jesus” e muitas outras afirmações que, para muitos não passam de apegos místicos que apenas servem para aliviar a carga das responsabilidades. Para os que pensavam assim, o mais recente braço da ciência, a Neurociência, está a trazer novos conhecimentos e que devemos refletir com muita atenção.



Ela tem constatado a influência de pensamentos emitidos mesmo à distância, causando reações tais quais se estivessem acontecendo “ao vivo e a cores”, ao lado das pessoas. Está claro que tudo que ocorre com o ser humano é através de movimentação de energias. A Física Quântica prova que tudo é energia. A madeira é uma energia mais densa, mas é energia e assim por diante.



Quantas vezes vocês já entraram em um ambiente e se “arrepiaram” por inteiro, sentindo um grande mal estar? E muitas dessas vezes ainda comentaram: “Opa, o ambiente aqui está pesado”. Estamos então falando de emissão e recepção de energias. Já não é mais algo místico. Sua confirmação se dá através de pura ciência.



Orações são vibrações energéticas. Da mesma forma todas as emoções sentidas geram energias que serão captadas por alguém. Essas energias recebidas às quais se estabeleceu conexões vão gerar sensações e reações não percebidas e compreendidas pelas pessoas. Se forem vibrações ressonantes, serão positivas, portanto harmoniosas e que nos colocam em estado de paz. Porém se forem emoções dissonantes serão elas causadoras de ansiedades, medos e outros tipos de reações indesejadas.



Há várias visões explicativas, mas alguns pontos são comuns a todas elas: primeiro, elas existem e são emitidas e captadas por todos, uns percebem mais que outros. Segundo, elas geram reações compatíveis com o tipo de energia: positiva ou negativa.



Não raro se fala ou se escuta falar “Tive um pressentimento” e no decorrer das horas (ou até mais tempo) algo vem a se confirmar. Comum a brincadeira “praga de mãe é forte”. Comum também se dizer: “Cuidado com o que você pensa, pode acontecer”. Então, no primeiro caso alguém está emitindo uma energia para outrem, no segundo a própria pessoa está em busca de algo que se programou. Isso significa que nós podemos atrair energias. Quantas vezes já se disse: “Verifique o que está errado com você, pois está atraindo sempre as mesmas situações,… tipos de pessoas,…. etc”.



O mais trabalhoso é admitir que isso ocorra conosco. Vencer o orgulho não é tarefa fácil. A maioria das pessoas acredita que se isso acontece então elas não tem controle sobre si mesmas. Ter o controle não significa estar imune, mas sim saber identificar e então lidar, eliminando ou diminuindo em muito os efeitos, quando de vibrações danosas.



“Maria” me relatou ter sentido uma imensa felicidade e alegria ao despertar, sem motivos e sem saber o porque desse tão bom estado. Ao entardecer foi surpreendida com a chegada de seu filho que ansioso por vê-la, antecipou seu retorno ao país em mais de uma semana, sem nada dizer para não deixá-la também ansiosa.

“José” demorou a descobrir que sempre que tinha algum desentendimento com seu filho, vivia mal estares que não se justificavam, até que percebeu e começou a vibrar em outra sintonia, ganhando imediatamente a paz que perdia. Notou que até seu filho estava mais calmo e amoroso.



Conexão: ligação de uma coisa com outra. No que temos nos conectado? É chegada a hora de se desprender do constrangimento causado pelo julgamento próprio ou dos outros, do que será que irão pensar. Olhar que atraímos ou repelimos energias que se materializam em ocorrências em nossas vidas e que podem nos fazer bem ou mal, depende apenas do tipo de vibrações que cultivamos.

Para os mais incrédulos, observem as pessoas que de negativistas passaram a ter uma visão mais otimista da vida, o quanto de concreto a vida delas se alterou para melhor!

Conexões: quais a que você está fazendo?

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo