17.1 C
Munique

7702 Em Pauta Dia 1o De Junho

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Em Pauta › Em Pauta – Dia 1º de Junho  
Em Pauta – Dia 1º de Junho



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 03/06/2013 às 10h11Mariana Corrér – [email protected]
Expansão

Além de ter pedido cópias do mapa atual e do que contém as modificações propostas na expansão urbana que está para ser aprovada, o vereador Gervasio Aparecido da Silva (PP) solicitou uma audiência pública para debater as mudanças no Plano Diretor. Após a reunião que acontecerá segunda-feira, dia 3, na Câmara, deve ser marcada a audiência, que está inclusive prevista no Estatuto da Cidade, e segundo o presidente da Casa, Luiz Alberto Pereira, o Cebolinha (PMDB), será diferente da que foi realizada na Prefeitura na semana passada. “Vamos discutir o projeto de lei, não teremos mais como discutir o Plano Diretor”, explica.



Debate

Quanto à reunião de segunda-feira, Gervasio justifica o pedido ressaltando a importância de obter mais detalhes. “É preciso que nós, vereadores, tenhamos mais informações sobre o assunto para que possamos discutir com a população, entidades e demais cidadãos as alterações no Plano Diretor do Município; daí a importância da vinda do secretário Sandro Coral a esta Casa”, expõe. A reunião está sendo intermediada pelo líder de Governo, Maurício Baroni (PMDB), e servirá para explicar o mapa e suas modificações.



Defesa

Após aprovação das emendas e do projeto que altera as reconduções do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o líder da Oposição e autor das emendas, Carlos Alberto Rezende Lopes, o Linho (PT), justificou a necessidade de limitar as reconduções dos conselheiros, uma vez que acredita ser “prejudicial” à sociedade a liberdade de repetidas reeleições. “Até no Partido dos Trabalhadores existe uma proposta minha para limite de reeleições entre os filiados e nas próximas eleições já será aplicada essa limitação”, diz.



Divulgação

Linho argumenta que a falta de limites se dá por não haver interesse da população em ser conselheiro. “Mas isso é falta de divulgação, essa é a solução”, sugere. “Basta ver a discussão em cima de uma moção do vereador Túlio (Tomass do Couto – PMDB) que ficamos debatendo por 50 minutos na Casa, e que teve repercussão na imprensa; isso mostra que há interesse da população em assuntos da criança e adolescência.”



Financiamento

Um financiamento com a Caixa Econômica Federal aprovado pelos vereadores repassará a Indaiatuba R$ 6,7 milhões para a construção de passagem elevada sobre a Avenida Manoel Ruz Peres, na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, e recapeamento de algumas vias, num total de cerca de 48 mil metros quadrados. A verba é vinda do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e exige uma pequena contrapartida do município.



Sem distinção

A liberação de recursos pelo governo federal fomentou debates na Casa, e Linho, líder do partido da Presidência da República na Câmara, enfatizou que o PT não leva em conta os partidos dos municípios para financiar obras do PAC e Indaiatuba é prova disso, já que recebeu diversos recursos federais nos últimos anos.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo