17.1 C
Munique

8218 No Diva Dia 27 De Julho

Leitura obrigatória



Home › Notícias › No Divã › No Divã – Dia 27 de Julho  
No Divã – Dia 27 de Julho



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 29/07/2013 às 11h55Paulo Antolini – [email protected]
Ser rico

Já imaginou ser rico? Quantas vezes já fez esse exercício mental? Quantas viagens maravilhosas, transatlânticos, aviões, países paradisíacos, carros milionários e outros bens mais? Que frustração quando voltou a abrir os olhos, não é? Quando colocou novamente os pés no chão e verificou que tudo foi obra da imaginação, que a realidade está a sua frente e que o jogo de loteria nem passou perto!



Toda moeda tem dois lados: nós, seres humanos, ou somos otimistas ou somos pessimistas. Então, otimismo e pessimismo compõem a moeda do como melhor viver. Essa moeda não é lançada ao alto para ver se dá um ou outro. Dessa moeda se escolhe qual é o lado que deverá ficar para cima.



Algumas pessoas escolhem muitas vezes involuntária e inconscientemente o olhar tudo como dificuldades, como falta, vivem a focar o que está distante, sem condições de ser alcançado nesse momento de suas vidas e sentem-se em débito consigo mesmas. “Eu estou me devendo um carro novo, uma casa mais ampla, uma conta bancária mais recheada…” e assim por diante. È a face pessimista focando a vida.



Outras escolhem deixar virado para cima a face do otimismo. Atenção, os anteriores costumam chamar a esses de “bobos alegres”, se referem a eles como “os que não têm onde cair morto e estão ai há sorrir o tempo todo.”



A esses a vida já lhes deu um teto, um meio de locomoção e principalmente: o sentimento de gratidão pelo tudo que já conquistaram. Não se dão por acomodados, como muitos podem pensar. Eles também almejam melhorar seus padrões de vida: melhorar suas condições de poderem não só desfrutar, mas também e principalmente oferecer àqueles que convivem com eles condições mais confortáveis e satisfatórias. A grande e decisiva diferença é o olhar tudo que possuem com satisfação e reconhecimento de seus valores.



Uma das formas de identificar essas pessoas é pelo ânimo e alegria com que se apresentam. Estão sempre sorrindo, alegres, mesmo quando atravessando situações de dificuldades, pois têm a convicção de que irão superá-las e principalmente: não consideram esses obstáculos como injustiças.



Outra forma é através da observação de suas apresentações. Estão sempre, mesmo que de formas simples, bem arrumadas, suas casas estão sempre limpas e em ordem. São claras, bem iluminadas e arejadas. Seus assuntos não alimentam queixas ou amarguras e para situações de dificuldades sempre têm uma palavra de ânimo e conforto.



Acompanha quem assim age uma fé inabalável. São pessoas que acreditam na existência de uma Força Maior, uma Energia Superior e é a Ela que permanecem “conectadas”. Têm as mesmas emoções que todos têm, apenas não ficam a dar força às emoções negativas, como raivas, magoas e ressentimentos. Ficam tristes também, mas não alimentam a tristeza. No momento do furor, agem fazendo o que é necessário fazer. Não são negligentes nem “cordeirinhos” como insinuam alguns.



Pessoas alto astral, como são chamadas. O alimento para essa vitalidade toda é exatamente o olhar despretensioso e desprovido do peso excessivo que as situações vividas trazem. Possuem o dom de inclusive aliviar a densidade daquelas que realmente são pesadas.



Não pensem que elas se encontram nos níveis socioeconômicos mais elevados apenas, ao contrário, a maioria delas está entre a grande massa. Pessoas que precisam dar duro e lutam para sobreviver.



Pessoas que prezam o ser ricas e não o estar ricas. Pessoas que cuidam de si mesmas e do que são em primeiro lugar. São ambiciosas também, porém não são gananciosas. Com todas que tenho estado encontro estas duas características: a fé em algo maior e o valorizar o que possuem.



O sorrir e o ter uma palavra amiga são constantes. Quando a situação não permite o que dizer, tem um gesto de carinho e que fala mais alto do que as palavras.



Qual lado da “moeda” você está deixando para cima?

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo