17.1 C
Munique

9926 Coluna Pinceladas 26 De Julho De 2014

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Pinceladas › Coluna Pinceladas – 26 de julho de 2014  
Coluna Pinceladas – 26 de julho de 2014



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Atualizado em 27/07/2014 às 19h26Publicado em 27/07/2014 às 19h25Jota Miranda – [email protected]
A corrida dos bichos

Já teve início a corrida dos bichos deste ano, com destino a São Paulo e Brasília. Para a competição em Brasília, no momento o clima está muito morno e um pouco embolado, com a Cabra correndo a 24km/h. Um pouco na frente está o Bodinho a 26 km/h e, em terceiro, vem o Camelo a 12km/h. O Bode Véio que, inicialmente, iria participar da corrida de São Paulo, resolveu partir também para Brasília, começou a se aquecer e já está a 9 km/h.

Para a largada em São Paulo, temos dois bichos correndo “cabeça-com-cabeça” e no “pau-a-pau”: o Serelepe a 40 km/h, sendo seguido de perto pelo Bicho Verde a 39 km/h, praticamente em empate técnico. Neste caso, quem tiver mais gás para o final ganha no “sprint”.



Agora já pode

Não sei se vai pegar, mas desde o dia 8 de julho, está em vigor a Resolução da Anatel que permite ao consumidor cancelar qualquer serviço de telefonia fixa e móvel, tevê por assinatura e internet, sem ter que falar com nenhum atendente.

Vamos ver para crer!



Muito boa

Excelente a carta publicada na página da minha amiga Silvia Bolívar, assinada pelo leitor Ricardo Rangel, falando da malandragem dos políticos e da eleição que vem por aí.

Só queria acrescentar, meu caro leitor Ricardo, que nós somos os culpados de colocar essa gente nos cargos públicos. Somos nós que votamos neles. Não adianta falar mal dos ditos cujos se, em outubro agora, a gente continuar acreditando na “lábia” desses pilantras travestidos de candidatos. Nós temos uma grande arma nas mãos que chama “título de eleitor”. Esse documento bem usando limparia nosso país dessa raça de maus políticos.

Todo caso, você está certo na colocação, falta apenas a receita.



Fundador da Brastemp

Hugo Miguel Etchenique, boliviano naturalizado brasileiro, morreu aos 83 anos de idade, no Hospital Israelita Albert Einstein, em Sampa. Hugo, em 1954, fundou em São Paulo, a Indústria Brastemp.

Em 1994, a Brastemp comprou a Consul e a Semer e criou a Multibrás, a maior indústria de eletrodoméstico da América Latina. Recentemente, se uniu com o grupo americano Whirlpool Corporation e se tornou a maior do mundo no ramo, com 68 mil funcionários no mundo e 22 mil no Brasil.



Multa parcelada

A Câmara dos Deputados de Brasília aprovou esta semana o projeto de lei que possibilita parcelar o pagamento de uma multa de trânsito.

Pelo projeto, o motorista infrator não é obrigado a pagar a multa antes de entrar com o recurso.

A proposta segue para o Senado para apreciação e votação.



Vai e vem

O ministro Gilmar Mendes concedeu liminar ao prefeito cassado de Americana, Diego de Nadai (PSDB), para que retorne ao cargo. Pode!!!



Mais rico da Alemanha

A Alemanha teve duas notícias nesse mês de julho.

A boa: sua seleção de futebol, bem treinada e focada na vitória levou a Copa do Mundo merecidamente, com “o pé nas costas”.

A segunda: a Alemanha perdeu essa semana, o homem mais rico do país.

Morreu aos 94 anos de idade, Karl Albrecht, fundador da cadeia de supermercados Aldi, a mais famosa da Alemanha e considerado o homem mais rico do país, com fortuna estimada em 19 bilhões de euros.

Karl não é parente do Claudio Albrecht, presidente do Indaiatuba Clube!



Proibido ler a Bíblia

O prefeito de Nova Odessa, Benjamin Bill Vieira de Souza (PSDB), vetou o projeto de lei do vereador Vladimir Antonio da Fonseca, (SDD), que tornava obrigatório a leitura de um versículo da Bíblia Sagrada nas escolas municipais.



Pobre Parque Ecológico
Eduardo Turati

Trecho principal onde nasceu o Parque Ecológico. Dá pena da situação! O relaxo está aí. Por falta de manutenção esse é o triste retrato do principal lago do parque.



Piada

O filho chega da escola e pergunta à mãe:

– Mamãe, o que é sexo?

Assustada, ela larga o que está fazendo e se põe a explicar, começando pela sementinha, passando pelos animais, até chegar ao homem. O filho assiste um tanto surpreso àquela aula tão detalhada. O momento tem algo de solene.

Ao terminar a mãe pergunta:

– Você entendeu, filho?

– Entendi, mamãe, só que tudo isso que a senhora falou não vai caber aqui neste quadradinho…

Só então ela percebe que o filho traz na mãe uma ficha para ser preenchida com nome, idade e sexo, com um espaço para M ou F.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo