18.6 C
Munique

10318 Morador De Rua E Morto A Pauladas

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Polícia › Morador de rua é morto a pauladas  
Morador de rua é morto a pauladas



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Atualizado em 13/10/2014 às 17h45Publicado em 10/10/2014 às 17h09Leandro Povinelli – [email protected]
Paulo José

Por Leandro Povinelli

[email protected]





Um mecânico de 50 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar durante a madrugada de quarta-feira (8), momentos depois de matar um morador de rua a pauladas, na Rua Ângelo Petrilli, no bairro Vila Teller II. A vítima, que não carregava nenhum documento, ainda não foi identificada. O motivo das agressões também não foi especificado pelo autor do homicídio.



Uma solicitação chegou até a viatura via Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), relatando que um morador de rua teria sido agredido e estava gravemente ferido. Em diligência ao ponto indicado, os militares encontraram a vítima com o rosto todo ensanguentado, além de uma testemunha que presenciou toda a cena. Rapidamente um contato foi feito com o resgate e uma Ambulância Municipal foi até o local, encaminhando o morador de rua até o pronto-socorro do Hospital Augusto de Oliveira Camargo. A vítima, entretanto, não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois.


Em conversa com a testemunha, os policiais foram informados sobre as características do agressor, bem como a direção que ele teria tomado logo após desferir as pauladas contra a vítima. Foi então que os PMs conseguiram visualizar um suspeito compatível com as descrições. Ao ser abordado, o homem não esboçou nenhuma reação e, ao passar por uma revista, nada de ilícito foi localizado. Questionado sobre o crime, o mesmo também negou qualquer envolvimento. No entanto, ao seu lado, os militares conseguiram encontrar um pedaço de madeira de aproximadamente um metro, jogado em um gramado.



Diante dos fatos, o suspeito foi colocado no interior da viatura e encaminhado à delegacia do município. A Polícia Científica de Campinas foi acionada e realizou todos os trabalhos de perícia, apreendendo o pedaço de madeira utilizado pelo agressor, que foi reconhecido pela testemunha. O delegado de plantão, por sua vez, ao ouvir separadamente as partes, determinou a prisão em flagrante do mecânico por homicídio qualificado, com os agravantes de motivo fútil e à traição, já que não houve nenhum motivo para a agressão, que foi efetuada enquanto o morador de rua estava dormindo, sem chances de defesa. O acusado pelo homicídio foi recolhido à cadeia pública anexa ao 2º Distrito Policial, em Campinas, onde permanece à disposição da Justiça.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo