15.4 C
Munique

10578 Suspeito De Homicidios E Preso

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Polícia › Suspeito de homicídios é preso  
Suspeito de homicídios é preso



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 08/12/2014 às 18h35Leandro Povinelli – [email protected]
Homem tinha a prisão preventiva decretada desde abril

*

Leandro Povinelli

[email protected]



A Guarda Civil de Indaiatuba prendeu durante a tarde de quarta-feira (3), Romário Almeida Santos, de 27 anos, acusado de participar em dois homicídios no Jardim Carlos Aldrovandi, ocorridos entre 2013 e 2014. O suspeito, que já tinha a prisão preventiva decretada desde o dia 2 de abril deste ano, foi localizado após uma denúncia anônima e preso enquanto caminhava pela Rua Edson Benfica, no mesmo bairro onde teria cometido os assassinatos.



Segundo o Setor de Investigações Gerais (SIG), a motivação dos crimes seria para demonstrar o poder do tráfico de entorpecentes no bairro, bem como deixar claro quem eram os principais envolvidos com a prática criminosa. Outros dois suspeitos podem ter envolvimento com os assassinatos, mas continuam foragidos.





Crimes



O primeiro assassinato em que Romário estaria envolvido é o do pintor Robert Brandt Ribeiro, de 25 anos, morto com oito tiros no dia 23 de agosto de 2013. O homicídio foi registrado na Avenida Ângelo Bertelli Neto, Jardim Carlos Aldrovandi.



De acordo com dados da Polícia Científica, colhidos na época da execução, três dos oitos disparos, efetuados por uma pistola semiautomática calibre 380 a curta distância, acertaram a testa da vítima, outros quatro nas bochechas e o oitavo no ouvido direito. Robert chegou a ser resgatado com vida, mas morreu antes de chegar ao pronto-socorro do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc).



O segundo crime, registrado no dia 11 de janeiro deste ano, na Rua Donizeti Vieira Dantas, também no Jardim Carlos Aldrovandi, vitimou o estudante Thaelam Francisco Rios, de 20 anos, morto com, pelo menos, 18 tiros de duas pistolas calibre 380, sendo dez deles na região da cabeça.



Relatos de testemunhas que presenciaram o crime apontam que a vítima foi abordada por quatro suspeitos que chegaram em duas motocicletas, uma Twister prata e uma CG 150 de cor escura, acompanhadas por um veículo Kadett prata. Ao se aproximarem do jovem, que estava na calçada, sentado e conversando com algumas pessoas, os homens que estavam na garupa das motos desceram, cada um com uma pistola, e abriram fogo contra a vítima. Ainda de acordo com as testemunhas, a dupla continuou a atirar mesmo com a vítima já caída no chão e, com o final dos disparos, os homens voltaram às motocicletas e fugiram, tomando rumo ignorado.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo