3.1 C
Munique

10648 Mulheres E Musculacao Aprenda Como Comecar

Leitura obrigatória



Home › Notícias › Mulher › Mulheres e musculação: aprenda como começar  
Mulheres e musculação: aprenda como começar



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Atualizado em 17/12/2014 às 16h10Publicado em 17/12/2014 às 15h58Fábio Alexandre – [email protected]
Professora de educação física explica os efeitos da prática

Jéssica Santana

[email protected]



Até uma década atrás, as únicas atividades procuradas por mulheres para tornear o corpo eram as aulas aeróbicas e natação. Por conta da demora dos resultados, e a pressa do cotidiano, as mulheres começaram a invadir as academias à procura das aulas de musculação. Como consequência disso, o que mais se vê sobre essa prática esportiva são resultados mais rápidos, porém, rodeados de mitos.



A professora de Educação Física, coordenadora do Departamento de Esportes e Lazer da Secretaria de Esportes e atleta de supino, Cristina Aparecida de Toledo, de 49 anos, explica que o primeiro passo antes de uma mulher procurar as aulas de musculação em academias, é uma avaliação médica e física completa. Depois, entram os quesitos idade e objetivo. “No geral, o que mais se vê nas academias são pessoas a partir de 16 anos. No caso da mulher, o aconselhável é que ela espere a maturidade física, ou seja, após a primeira menstruação, para que o corpo consiga responder melhor aos treinos”, explica.


E. TURATI

Além disso, Cristina também explica que principalmente as mulheres, devem estar atentas no começo, ao tipo de profissional que as acompanha durante os exercícios. “Deve se dar preferência a academias onde o professor é formado e possui credenciamento válido no Conselho Regional de Educação Física (CREF)”.



Cristina diz que o melhor conselho para os iniciantes na musculação é começar a tornear o corpo de dentro para fora, trabalhando primeiro seu psicológico e não tornando a atividade física algo exagerado. “São indicados em média três treinos por semana para quem está começando. Isso já faz com que a mulher evite o sedentarismo. O treino aliado a outras atividades físicas surte resultados mais rápidos”.



Os mitos da musculação



Para a professora, além de trabalhar os músculos, as mulheres precisam ter consciência de que os chamados “corpos monstruosos” não são casos comuns, pois o sexo feminino não produz testosterona (hormônio masculino) suficiente para tal crescimento. Outro ponto importante é desmitificar o fato de que musculação emagrece. “A musculação faz com o que a mulher perca medidas. O músculo ocupa menos espaço que a gordura no corpo, sendo assim, ele auxilia na perca de medidas, não de peso”, explica.



Sobre as dietas de restrição, Cristina também cita que não adianta cortar um determinado tipo de alimento. O ideal é não seguir dietas, e sim a reeducação alimentar, por ser contínua.

Para finalizar, Cristina também ressalta que musculação é diferente também da hipertrofia (crescimento dos músculos). “As mulheres que desejam apenas uma condição física melhor, aliada a um corpo saudável devem evitar cargas mais pesadas e aumentar as séries e repetições de exercício”.


Mudanças e resultados
Grécia Baffa (ARQUIVO PESSOAL)

*

O desconforto com o corpo foi o que a levou a jornalista de 23 anos, Grécia Baffa, a começar a musculação, com o seu projeto bem humorado #GréciaVaiVirarItália.



Ela procurou uma academia e iniciou uma reeducação física e alimentar, para conseguir mudar sua mente e corpo. “Pensei nessa hashtag porque seguia diversos perfis em redes sociais de pessoas estimulando a perca de peso. Olhei no mapa e vi que o país Grécia (meu nome), parecia uma bolinha amassada, enquanto a Itália, era em formato de uma bota de salto, magra! Assim, iniciei a brincadeira que deu resultados”, conta.



Depois de trocar o manequim 48 pelo número 42, Grécia afirma que sua autoestima, unhas, cabelo e pele melhoraram, ou seja, não só emagreceu como também voltou a viver de maneira saudável. “Não adianta milagre. Mas também não adianta sofrer. Digo que é possível ser uma mulher real, com um corpo bacana, basta se controlar”.



“Emagrecer é consequência dos seus hábitos. Emagreci 10 kg, mas, não pretendo ser marombada nem ficar magérrima. Quero me olhar no espelho e me sentir bem”, finaliza.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

Mais artigos

- Advertisement -spot_img

Último artigo