22.2 C
Munich

10707 Coluna Da Silvia 3 De Janeiro De 2015

Must read



HomeNotíciasSilvia em Revista › Coluna da Silvia – 3 de janeiro de 2015  
Coluna da Silvia – 3 de janeiro de 2015



Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA
Publicado em 07/01/2015 às 17h26Silvia Bolívar – [email protected]
Silvia Bolívar

[email protected]



Novo ano, vida nova

Será? Tem perrengues de 2014 que podem ser acentuados neste novo ano. A inflação parece que veio para ficar, embora o governo assegure que está sob o controle.

O crescimento do PIB vai continuar perto do zero. E o governo irá gastar mais: são tantos ministros e novos salários do Congresso e Judiciário que vai ficar difícil fechar as contas no fim de 2015.

*

As florestas continuarão sendo dizimadas, já que quem assume a parte de Agricultura é uma das principais “serial killlers” de árvores, a indefensável Katia Abreu, conhecida por devastar matas para dar lugar a pastos. Em sua vida também há registro de empregados em regime de semiescravidão. Dilma poderia contrabalançar o dano escolhendo um ativo e apaixonado ministro do Meio Ambiente, mas não. Lamentável. Um nome do PT sem qualquer passagem ambiental. Estamos mal e podemos ficar pior.

Será que ninguém leva a sério a relação do desmatamento no Pará e Mato Grosso com a severíssima estiagem em São Paulo? Os estudos já comprovaram isso.

Tomara que o país cresça e que a corrupção seja combatida (e erradicada!) de governos brasileiros – federal, estadual, municipal.



Indaiatuba 2015

Muitos pré-candidatos já estão dando as caras. Vereadores e prefeitos. Quem se-rá eleito/a? Tem bons nomes por aí. E tem gente que precisa permanecer na Câmara.

As eleições são em 2016, mas a movimentação já pôde ser observada em 2014.

Para a Prefeitura existem dois secretários municipais bem falados que podem ser o candidato oficial. As apostas são num e no outro. Ficam empatados, por enquanto.

O PSOL provavelmente sairá com candidato próprio para marcar presença. O PV também deve ter nome forte que poderá mudar a história política local. Vamos acompanhar.



Astral

Meus queridos Osmar Santos e a médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, avisam que vem aí mais um período de forte calor e relativa estiagem. A FCCC costuma ser contratada pera mexer no clima a fim de apagar incêndios (com chuvas) ou mandar tempo bom, como o inesperado sol que agraciou o casamento do príncipe William com Kate, em Londres.



Trigo infectado

Que vergonha, que crueldade. O trigo plantado no sul brasileiro foi atingido por fungos devido às chuvas incessantes em boa parte do ano. Não serve nem para fazer ração animal. Teria que ser incinerado. Mas os produtores rurais – com o beneplácito do governo brasileiro – estão exportando a encrenca para países africanos, que sofrem com a fome. Com isso, reduzem seus prejuízos. Com isso adoecem crianças e pessoas em geral. Ah, sim, o nome da toxina produzida pelo fungo é bem sugestivo: vomitoxina.



Presentitos

Agradeço de coração aos mimos enviados para esta escriba. Amigos queridos sabem do perfil desta formiga e deram delícias como as feitas pela Dona Lolla e Brigadeiro de Luxo. Ganhei chocolates da Kopenhagen e Brunella de duas amigas muito queridas.

Um abraço especial para o casal Claudete e Marinho Tempesta.

Também vai aqui meu obrigado pelo mimo dado pelo amigo Linho, sempre tão gentil. Agradeço ao pessoal do Posto e Armazém Amgarten e à família Costa, da Laselva e Mariana Carolina.


Indaiá: a cidade e suas imagens

Muito lindo o trabalho dos alunos do Instituto Henrique da Silva Semente (Ihess), que completou 15 anos de excelente trabalho. O livro conta com fotos feitas pela turma da Terceira Idade mostrando cantos e aspectos de Indaiatuba. O trabalho é muito bonito, bem diagramado, e muito inspirador. Que venham outros!



Água preciosa

Que legal, Indaiatuba já tem local que realiza lavagem de carros sem usar água. A Park Wash, que fica dentro do Parque Mall, realiza lavagem automotiva ecologicamente correta, sem o uso de água.



Sertanejo perigoso

Um cantor de uma dupla sertaneja (não sei o nome pois não entendo essas duplas) foi pego de novo dirigindo embriagado. Bateu feio em dois carros e tentou fugir. Acabou batendo seu carrão num poste e acabou na delegacia. Esse mesmo sujeito já havia matado um casal numa estrada. Estava a 160 km/h. Foram pegar as infrações dele e notaram que não só a carteira de motorista estava vencida há quatro anos, como somava mais de 500 infrações de trânsito.

O sertanejo pagou multa de R$ 10 mil e saiu livre leve e solto. Como pode isso? O dinheiro compra tudo? E se tivesse matado de novo?

O curioso é que ele levava um rapaz como passageiro. Ele não queria os holofotes e pulou fora. Foi identificado como garoto “de serviços” gerais. Agora é esse o nome que se dá a essa profissão?


Bebê

Que legal, Renata Giomi Barnabé virou titia e adora paparicar a sobrinha. Aqui está ela com a fofa sobrinha, Luiza, filha de seu irmão Eduardo e Christiane.



Crimes horrendos

A cada ano ainda consigo me chocar com os assassinatos cometidos no Brasil. Matam crianças sem qualquer remorso. O caso do menino Bernardo é um desses que deixam a gente estupefata.

Essa criança sofreu torturas psicológicas depois que a mãe morreu. Apanhava, era humilhado e espicaçado pelo pai, além da madrasta. Vídeos mostram o inferno que esse menino viveu.

Que apodreçam na cadeia esses monstros.

*

Parece que é fácil matar. Este ano alguns serial killers foram presos. O que me impressiona é a falta de remorso. Matam como se tivessem espantando uma mosca. Os dois que estão presos devem ter algum distúrbio psicológico, não é possível matar tantos e seguir por aí. Mas que isso não seja um entrave para que a justiça não seja feita. Devem pegar 30 anos por cada morte. Vão ficar, certamente, menos do que isso na prisão. São jovens, quando saírem estarão na casa dos 40 anos. E disseram que vão matar de novo.

Temos que ter leis mais duras. Prisão perpétua seria uma boa, mas as leis não mudam e perpétua e pena de morte são causas pétreas, não se mexe nisso.

Outra celeuma é em relação à menoridade penal. Muito se falou sobre isso na campanha eleitoral do ano passado. Para 16 anos?



LEIA NAS FÉRIAS

Aqui vão dois títulos de livros para ler nas férias. A coluna publicará em janeiro outras boas sugestões.



O Sobrevivente

Da Arqueiro, este livro de Gregg Hurwitz é tão bom quanto os anteriores do autor. O soldado Nate vê seu amigo morrer na guerra contra o Iraque e fica muito abalado, a ponto de ver seu casamento fracassar. Sua filha não o quer mais. Logo depois fica sabendo que é portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), que não tem cura. Decide se jogar do alto de um prédio. Quando está no beiral ouve tiros e vê pessoas morrendo no banco naquele mesmo andar. Decide intervir e acaba matando os bandidos. Menos um, que jura vingança. E aí começa a fuga não só de Nate, mas de sua família, que conta também com um cão e o namorado da filha.



O Trovador

Lançado pela Record este romance de suspense foi escrito por Rodrigo Garcia Lopes e mostra como surgiu a cidade de Londrina, no Paraná. Para isso tece uma boa trama policial situada no início dos anos 1930. Uma enigmática trova aparece ligando um assassinato ao rei inglês Eduardo VIII, aquele que renunciou mais tarde para se casar com a divorciada americana Wallis Simpson. A coroa inglesa e lorde Lovat são sócios da Parana Plantations Limirted, um empreendimento imobiliário muito promissor. Um de seus dirigentes é encontrado morto e ao seu lado uma estrofe de canção provençal. O tradutor Blake vai com Lovat para o Paraná verificar se a morte pode afetar os negócios. A dupla acaba descobrindo muitos segredos, um deles ligados a Hitler. Ótimo livro.

Compartilhe:
Tamanho do texto: AAAAAA




Comentários (0)

- Advertisement -spot_img

More articles

- Advertisement -spot_img

Latest article